Mídias Sociais

Política

Depois de tomar posse, novo governo municipal de Rio das Ostras cobra da CEDAE melhorias para o Âncora

Avatar

Publicado

em

 

Novo prefeito de Rio das Ostras, Marcelino Borba (PV), acredita que obras para a retirada do canteiro central da Rua das Camélias, no Âncora, podem começar já em agosto

Depois de tomar posse e anunciar seu novo secretariado, o novo prefeito de Rio das Ostras, Marcelino Borba (PV), e seu vice, Leandro Almeida (PV), estiveram no Âncora para avaliar as necessidades da população.

Segundo a prefeitura, a visita ao bairro serviu para que os gestores cobrassem agilidade da Companhia de Águas e Esgoto do Estado do Rio (CEDAE) para melhorar o sistema de abastecimento de água na localidade.

Ainda de acordo com a prefeitura, Marcelino e Leandro se reuniram com o gerente regional da CEDAE, Fernando Arruda, e pediram agilidade nas obras da companhia para melhorar o abastecimento em Rio das Ostras.

“Já que faremos essa intervenção no local, fomos pedir a troca da tubulação para aumentar a capacidade de distribuição. A ideia é solicitar que os canos tenham o dobro do diâmetro, ampliando, dessa forma o abastecimento”, informou o prefeito, se referindo à retirada do canteiro central da Rua das Camélias.

A iniciativa teria partido dos próprios moradores da área, e o novo prefeito afirmou que vai atender o pedido ainda este ano. Conforme a prefeitura, a previsão é de que até o final do ano, a Rua das Camélias esteja pronta, beneficiando a população do Âncora.

“Estive no local para ver de perto a situação. Vamos começar essa obra em agosto porque é uma reivindicação dos próprios moradores que conhecem melhor do que ninguém suas necessidades”, esclareceu Marcelino.

Trânsito - Quem também já começou a “mostrar serviço” foi o novo Secretário de Transportes Públicos, Acessibilidade e Mobilidade Urbana, João Francisco Araújo, que comandou uma ação para liberar o estacionamento de veículos na Rua Bangu.

Nesta quinta-feira, 19, as mudanças já podiam ser sentidas por motoristas quem passavam pela via que é uma das mais importantes para o comércio local, depois da Avenida Amaral Peixoto (RJ-106), que corta a cidade.

“O objetivo da mudança é oferecer melhor acesso e mais conforto à população, além de retomar a movimentação do comércio da rua. Já foi instalada a sinalização e a liberação não traz nenhum prejuízo à mobilidade urbana”, explicou o governo.

João Francisco Araújo, nomeado nesta terça-feira, 17, informou que já foram instaladas as placas de permissão de estacionamento, assim como já foram pintadas as faixas brancas à direita da rua, que indicam os trechos permitidos.

O secretário esclareceu ainda que não houve mudança nos pontos de parada do transporte público e que foram respeitados os trechos de carga e descarga, reduzindo assim a possibilidade de impacto no trânsito local.

“A mudança era uma demanda da população e beneficia tanto quem vai até o comércio, que passa a ter mais conforto e segurança, quanto os comerciantes, que podem aumentar as vendas. Com a proibição de estacionamento, a rua estava deserta. Comércio sem clientes gera desemprego”, avaliou o novo gestor da pasta.

 

Mais lidas da semana