Mídias Sociais

Política

Candidatura de Eduardo Paes ao Governo do Rio pode ser confirmada no fim desse mês

Publicado

em

 

Ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM) poderia ter vice do PDT, mas eleições presidenciais podem travar aliança dos 2 partidos na corrida ao Palácio Guanabara

Rivais na história e até nas ideologias que formam as bases dos dois partidos, PDT e DEM podem virar aliados no Estado do Rio de Janeiro, visando as eleições para o governo do estado, em outubro deste ano.

É o que afirma em seu site o jornalista Elizeu Pires, que conta que o PDT estaria interessado em compor a chapa na candidatura do ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM) com a indicação de um vice do partido.

O jornalista diz, porém, que Paes já teria seu nome escolhido para formar uma chapa “puro sangue”, como são chamadas as chapas em que os dois candidatos da majoritária (presidente, governador e prefeito) pertencem ao mesmo partido.

O grande problema para a aliança historicamente improvável entre os dois partidos estaria, no entanto, nas pré-candidaturas de Ciro Gomes (PDT) e Rodrigo Maia (DEM) para a presidência da república, já que nenhum dos 2 partidos poderia, em tese, abrir mão do palanque do Rio de Janeiro para alavancar seus candidatos na disputa pelo Palácio do Planalto.

A confirmação da candidatura de Eduardo Paes ao Governo do Rio deve acontecer no fim do mês, mais precisamente no dia 29 de julho, quando será realizada a convenção partidária do DEM, no Rio de Janeiro.

De acordo com a colunista Berenice Seara, do jornal Extra, Paes ainda estaria relutante em anunciar uma pré-candidatura oficialmente, por conta de uma condenação do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio (TRE-RJ) por abuso de poder econômico nas eleições de 2016, o que o torna inelegível. Mesmo assim, o ex-prefeito, que foi condenado juntamente com seu “pupilo”, Pedro Paulo (DEM), tem articulado alianças durante o período pré-eleitoral.

E falando em convenções partidárias visando o Governo do Rio, o PSC, que realiza a sua já neste sábado, 21, pode confirmar a candidatura do ex-juiz federal Wilson Witzel, que trabalhou por anos na Vara de Execuções Criminais, tanto no estado do Rio de Janeiro como no Espírito Santo.


 

Mais lidas do mês