Mídias Sociais

Política

Prefeitura de Campos se reúne com pescadores do Projeto Pescarte para fomentar atividade pesqueira no município

Publicado

em

 

Representantes da prefeitura conversam com pescadores sobre projeto de beneficiamento de pescado em área na Barra do Furado

Representantes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Companhia de Desenvolvimento de Campos dos Goytacazes (CODEMCA) estiveram reunidos com pescadores e membros do Projeto Pescarte para tratar do projeto que tem como objetivo construir, via organização do setor de pesca, unidades de beneficiamento do pescado e reservas de aquicultura em Barra do Furado.

Segundo a prefeitura, o local visitado pelo grupo apresenta as condições para a implantação do projeto, que já teria, inclusive, sido apresentado ao Prefeito Rafael Diniz (PPS).

Há 4 anos, professores da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) coordenam Percarte, projeto integrado com outros municípios e voltado para a pesca artesanal.

De acordo com o Diretor de Indústria e Comércio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mario Sérgio Cardoso, área indicada pelo grupo é a do terminal pesqueiro da Barra do Furado, que pertence ao município.

“O projeto tem como objetivo promover e fortalecer a atividade pesqueira para geração de trabalho e renda”, comentou o gestor da pasta.

Também estiveram presentes à reunião o Superintendente de Pesca e Aquicultura, José Roberto Pessanha; o diretor de Projetos da Superintendência de Igualdade Racial, Diogo Lima; representantes da pesca do grupo gestor de Campos e supervisão Regional do Projeto Pescarte.

“O Projeto Pescarte é a consolidação da organização comunitária por meio de ações e/ou atividades educativas de qualificação profissional, bem como de geração de trabalho e renda junto aos pescadores e pescadoras artesanais e seus familiares”, explicou a prefeitura.

O objetivo do projeto é fomentar, junto aos sujeitos da ação educativa (SAE), meios que possibilitem estimular a autonomia da comunidade pesqueira, na elaboração de alternativas sustentáveis.

“A expectativa é que esses processos favoreçam a promoção da justiça entre gerações, inclusive aproximando os jovens das atividades tradicionais, agora renovadas a partir da abertura de novas oportunidades de papéis sociais e possibilidades econômicas, de forma articulada”, concluiu o governo municipal.

 


 

Mais lidas do mês