Mídias Sociais

Política

Depois da renúncia da candidatura de rival político, ex-prefeito de Rio das Ostras quebra o silêncio

Avatar

Publicado

em

 

Inelegível, ex-prefeito de Rio das Ostras, Alcebíades Sabino (PSDB), se manifesta na redes sociais após decisão de seu ex-aliado, Carlos Augusto Balthazar (PMDB), de retirar candidatura nas eleições suplementares para prefeito e vice

Afastado dos holofotes desde que perdeu as eleições municipais de 2016, e ainda sofreu impugnação de sua candidatura, o ex-prefeito de Rio das Ostras, Alcebíades Sabino (PSDB) resolveu se manifestar depois da decisão do também ex-prefeito, Carlos Augusto Balthazar (PMDB), de retirar sua candidatura no pleito suplementar de 24 de junho desse ano.

A decisão de Carlos Augusto se deu depois de nova impugnação de sua candidatura, por decisão da juíza Anna Karina Guimarães Francisconi, da 184ª Zona Eleitoral (184ª ZE), de Rio das Ostras, que indeferiu o pedido de registro do peemedebista.

Através de uma publicação do ex-prefeito nas redes sociais relatada pelo jornalista Elizeu Pires em seu site, Sabino teria se justificado mais uma vez sobre os motivos que o levaram à tentar a reeleição mesmo depois de uma administração desastrosas, cheia de problemas judiciais e acusações, inclusive de que estaria envolvido na Lava Jato.

“Não fugi, assumi com coragem o desafio. Nunca me escondi das lutas e jamais me afastei do meu compromisso com o nosso povo e com a nossa cidade”, escreveu ele, que não teve seus votos computados em 2016 por estar inelegível.

Apesar da publicação, Sabino não revelou qual candidato irá apoiar nestas eleições suplementares, ou mesmo se apoiará algum candidato, embora o jornalista diga que integrantes de seu grupo político estariam aliados à candidatura do ex-secretário de Saúde e atual vereador, Marcelino da Farmácia (PV).

“Na eleição passada eu não estava iludido, ao contrário, eu sabia claramente das dificuldades e do verdadeiro sentimento do povo de Rio das Ostras naquele momento”, diz ainda Sabino, que recebeu pouco mais de 7,5 mil votos em 2016.

Com Sabino e Carlos Augusto fora do páreo, esta será a primeira vez em mais de 21 anos que a Prefeitura de Rio das Ostras será comandada por um prefeito em primeiro mandato, que, não custa lembrar, dura até 31 de dezembro de 2020.

Mais lidas da semana