Mídias Sociais

Política

Curso de gastronomia do programa estadual Ambiente Jovem começa com recorde de adesão em Macaé

Publicado

em

 

A cidade de Macaé apresentou o maior índice de adesão do Estado do Rio às aulas do programa estadual Ambiente Jovem, que começaram nesta quarta-feira, 6, e que receberam 50 jovens com idade entre 16 e 24 anos que receberão 200 reais mensais pelos 10 meses de formação.

A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e a Secretaria de Ambiente e Sustentabilidade de Macaé, e tem como objetivo ampliar a rede de agentes que atuam no monitoramento do meio ambiente local.

Além disso, a proposta do curso é que os alunos atuem também na transformação dos bairros e comunidades da cidade em polos de gerenciamento e beneficiamento de resíduos, através de ferramentas como a arte, a gastronomia, a nutrição, e paisagismo.

Nas aulas, os alunos vão aprender conceitos que representam as principais estratégias de proteção ao ecossistema local, no curso de gastronomia que aborda temas como sustentabilidade, meio ambiente, reutilização de alimentos e empreendedorismo.

Presente na aula inaugural do curso em Macaé, que aconteceu na Cidade Universitária, o secretário de Ambiente e Sustentabilidade, Juninho Luna, destacou a importância do programa estadual na formação profissional dos jovens.

“O curso é um grande degrau para inserção no mercado de trabalho. Além do turismo, os alunos terão a possibilidade de buscar oportunidades na rede hoteleira, restaurantes, entre diversas empresas instaladas no município que estão embasadas pelo conceito da sustentabilidade”, comentou Juninho Luna.

O secretário acrescentou que a proposta do governo municipal é criar um modelo municipal do programa Ambiente Jovem também na formação dos jovens em educação ambiental e na preservação do ecossistema local.

“Queremos proporcionar aos nossos jovens a oportunidade de ter acesso à educação ambiental, ajudar na formação desses alunos e ainda promover a preservação do meio ambiente, para que possamos ter conhecedores e multiplicadores do conhecimento com intuito de evitar impactos ambientais”, afirmou Juninho Luna.

De acordo com a Prefeitura de Macaé, o governo segue na implantação de parcerias para que o curso seja ainda mais rico como a cessão de um espaço pela Cidade Universitária, a participação dos alunos na reabertura do Parque Municipal Atalaia, e visitas às empresas de gerenciamento de resíduos, além de um estágio no Restaurante Popular da Aroeira, que será reaberto em breve.

Mais lidas da semana