Mídias Sociais

Política

Condições de resfriamento e armazenamento de Macaé colocam cidade entre as primeiras da lista para receber vacinas da Pfizer

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé divulgou nesta quinta-feira, 20, que está selecionada pelo governo estadual como cidade referência para receber as primeiras doses da vacina da Pfizer contra o coronavírus que serão direcionadas aos municípios do interior fluminense.

De acordo com o município, a preferência do Estado do Rio pela Capital Nacional do Petróleo se deve ao fato de que a cidade possui as condições necessárias para manter o resfriamento e promover a armazenagem das doses, além de assegurar qualidade técnica para manipulação e aplicação do imunizante.

Segundo a Secretaria de Saúde de Macaé, o município tem todas as condições para cumprir as exigências do Ministério da Saúde, como os equipamentos para manutenção do resfriamento das vacinas entre 2ºC e 8ºC, além de apresentar condições estratégicas para a logística de distribuição definida pela central estadual.

“As nossas equipes foram capacitadas para garantir a manipulação ideal da vacina de acordo com as especificações do fabricante. Seguimos as orientações da Secretaria estadual de Saúde quanto à entrega dos lotes e a definição do público a ser imunizado”, explicou a gerente de Vigilância em Saúde de Macaé, Elenice Sales.

A Secretaria de Saúde do município acrescentou ainda que aguarda o envio de nova nota técnica da Secretaria Estadual de Saúde sobre a data de envio dos lotes, sobre o quantitativo de vacinas e sobre a definição do grupo prioritário que receberá a 1ª dose da vacina da Pfizer.

Nesta quarta-feira, 19, mais 629 mil doses do imunizante da Pfizer chegaram ao país no Aeroporto de Viracopos, na cidade de Campinas, em São Paulo, totalizando 2,8 milhões das 200 milhões de doses previstas para serem entregues ao Ministério da Saúde.

De acordo com a Agência Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), órgão oficial de comunicação do governo federal, o lote que chegou nesta quarta-feira foi o 4º enviado pela farmacêutica norte-americana.

A previsão é de que o Ministério da Saúde receba 32,9 milhões de doses de vacinas contra o coronavírus neste mês de maio, sendo 20,5 milhões de doses da Oxford/AstraZeneca produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), 3,9 milhões de doses da Oxford/AstraZeneca e 842 mil doses da Pfizer através do consórcio Covax Facility, e 5 milhões da dose da CoronaVac produzidas pelo Instituto Butantan.

Clique Diário

E. L. Mídia Editora Ltda
CNPJ: 09.298.880/0001-07
Redação: Avenida Atlântica, 2.500, sala 22 – Cavaleiros – Macaé/RJ

cliquediario@gmail.com
(22) 2765-7353

Mais lidas da semana