Mídias Sociais

Política

Campanha para eleição de outubro começa com Fake News na Região dos Lagos

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

A campanha eleitoral ainda não começou, mas as fakes news já estão invadindo os bastidores da política na Região dos Lagos. Nesta semana, o pré-candidato, Dr. Claudio Agalusa, utilizou as redes sociais para desmentir notícias ligadas ao seu nome.

De acordo com o Cláudio, algumas pessoas estariam disseminando a informação de que ele estaria faltando ao atendimento, que deveria ser realizado na Policlínica de Búzios, onde o mesmo é médico há mais de 20 anos. Segundo as notícias, que circularam dezenas de pessoas ficaram esperando o médico na última semana e não conseguiram ser atendidas.

Mas o médico deixou claro que, ele não está faltando, mas sim cumprindo a lei eleitoral, que determinada que o mesmo fique afastado das suas atividades em órgãos públicos pelo prazo de três meses antes das eleições. “Eu não estou faltando a policlínica. Estou faltando a policlínica, ao Pam de Cabo Frio, as clinicas do Detran, esses três lugares que faço atendimento a mais de 20 anos por força da lei eleitoral. É a lei eleitoral que me proíbe, não sou eu quem estou faltando”, explicou o médico.

A disseminação de Fake News é algo que vem se tornando preocupante na Região dos Lagos, principalmente, em Cabo Frio, onde a eleição suplementar realizada no último mês registrou um número alarmante de notícias falsas, inclusive em meios de comunicação conceituados.

Vale lembrar que na tentativa de coibir as notícias falsas durantes as eleições, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, criou um comitê, com a participação da Polícia Federal, do Ministério Público e da Agência Brasileira de Inteligência. Para ele, caso seja comprovado que algum candidato tenha sido beneficiado por notícias fraudulentas, a eleição deste ano pode chegar ao ponto de ser anulada.


 

Mais lidas do mês