Mídias Sociais


Política

Campanha do Agosto Lilás em Macaé retoma ações na próxima semana, com CEAM Itinerante no domingo, 7

Publicado

em

 

A programação da campanha Agosto Lilás, promovida pela Secretaria de Política para as Mulheres de Macaé, visando ações de conscientização e combate à violência contra a mulher, que começou na última segunda-feira, 1, segue com atividades neste domingo, 7.

Neste domingo, a equipe do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (CEAM), promove o CEAM Itinerante, das 9h às 11h, nos Cavaleiros, e das 16h às 19h, na Lagoa.

Lançado no último dia 8 de março, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o programa CEAM Itinerante leva os serviços do órgão de acolhimento às mulheres vítimas de violência no município a vários bairros da cidade.

A programação continua nesta segunda-feira, 8, com uma roda de artesanato, na sede do CEAM, que fica ao lado da 123ª Delegacia de Polícia Civil  (123ª DP), às 14h, e mais uma roda de conversa, dessa vez online, com o tema “Troca de Olhares e Experiências”.

As ações desta segunda acontecem com a participação das equipes do CEAM, e de serviço social do Hospital Público Municipal (HPM) e do Hospital Público Municipal da Serra (HPMS), de Trapiche, na região serrana.

Nesta semana, as atividades do Agosto Lilás, que reúnem participações de diversas secretarias e secretarias adjuntas do município, cumpriram o desafio de garantir que as políticas públicas cheguem até as mulheres em situação de rua, com ações no Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP).

A ação foi realizada em parceria entre a Secretaria de Políticas para as Mulheres e o próprio Centro POP, que é gerenciado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade.

No Centro POP, aconteceram rodas de conversa e orientação, que se repetirão sempre na 1ª quarta-feira de cada mês, após reunião entre a secretária de Políticas para as Mulheres, Jane Roriz, o coordenador do Centro POP, Jorge Ramos, e a psicóloga Maria Carolina Costa Melo.

“As mulheres em situação de rua, pela condição de gênero, são ainda mais vulneráveis e expostas a todo tipo de violência, seja ela psicológica, física ou social. Por isso a necessidade de um atendimento cada vez mais humanizado”, reforça a prefeitura.

Nesta quarta-feira, 3, a coordenadora do CEAM, Sandra Caldeira, e a psicóloga Paola Oliveira, que compõem a equipe técnica do órgão, participaram de um bate-papo com as mulheres referenciadas e realizaram atendimentos.

Secretária de Política para Mulheres, Jane Roriz lembra que as necessidades das mulheres são singulares e passam pela questão psicológica, jurídica, da autoestima, saúde, entre outras, por isso a ideia de promover o diálogo entre as secretarias.

“É uma conquista enorme poder contribuir de forma mais estreita com os profissionais do Centro POP, unindo esforços para alcançar cada vez mais mulheres e mostrar que é possível, sim, encontrar o caminho para uma vida livre de violência”, afirmou a gestora da nova pasta criada após reforma administrativa, em abril desse ano, e que está à frente da campanha do Agosto Lilás.

Mais lidas da semana