Mídias Sociais

Política

Câmara de Macaé volta com sessões ordinárias nesta terça-feira, 2 de fevereiro, abrindo nova legislatura 2021-2024

Publicado

em

 

A Câmara de Macaé retorna com as sessões ordinárias nesta 52ª legislatura referente ao mandato de 2021-2024 nesta terça-feira, 2 de fevereiro, a partir das 10h, com os vereadores participando de forma virtual em razão das medidas de prevenção ao contágio do coronavírus.

Depois de ter realizado sessões extraordinárias neste mês de janeiro de forma presencial e ter registrado 1 caso de contágio entre os novos vereadores, a Casa retoma as sessões em videoconferência que será transmitida de forma simultânea no YouTube, através do canal da Câmara de Macaé.

Com os atendimentos presenciais ainda restritos, o Legislativo orienta que o cidadão busque o contato com os parlamentares no site oficial da Casa, onde é possível enviar solicitações por meio de formulários digitais, incluindo o anexo de arquivos, imagens ou vídeos clicando na sessão “vereadores” e depois escolhendo com quem deseja contato.

A nova composição da Câmara de Macaé os vereadores, Cesinha (PROS), Edson Chiquini (PSD), Alan Mansur (CIDADANIA), Paulo Paes (DEM), Iza Vicente (REDE), Luiz Matos (REPUBLICANOS), Thales Coutinho (PODE), Tico Jardim (PROS), Rafael Amorim (PDT), Guto Garcia (PDT), George Jardim (PSDB), Rond Macaé (PATRIOTA), Luciano Diniz (CIDADANIA), Reginaldo do Hospital (PODE), Zé Prestes (PTB), Professor Michel (PATRIOTA), e Amaro Luiz (PRTB).

Novo presidente do Legislativo, Cesinha revelou que entre os maiores desafios neste 1º mês de gestão à frente da Casa, está, evidentemente, a pandemia do coronavírus, que já provocou a morte de 273 mortes em Macaé, cidade que já registrou mais de 14 mil casos confirmados do vírus até o fim do mês de janeiro.

No fim do mês passado, a Câmara divulgou um balanço do trabalho da nova presidência nestes primeiros 30 dias de gestão, em que o Legislativo segue avançando com os trabalhos, mesmo com as limitações impostas pela pandemia.

Segundo a Casa, o recesso parlamentar não significou a paralisação das atividades, já que, assim que assumiu a presidência, o vereador Cesinha adotou medidas visando gerar economia, entre elas a aprovação de um corte salarial de 10% dos cargos comissionados até o final do 1º trimestre, após estimativa de queda no orçamento pela prefeitura.

“A realidade econômica de Macaé nos impõe enormes desafios. Como presidente [da Câmara], trabalho para que o Legislativo construa pontes e dialogue cada vez mais com a sociedade. Precisamos estar atentos às necessidades da população, além de apoiar iniciativas que gerem emprego e renda. Assim, voltaremos a crescer”, avaliou Cesinha.

Pauta antiga do novo presidente da Casa, a inclusão social de pessoas com o transtorno do espectro autista também voltou a ser debatido na Câmara, em reunião entre os vereadores e representantes do Executivo que receberam o Motivados Pelo Autismo Macaé (Mopam) para discutir avanços nas políticas inclusivas.

“Uma das propostas é agilizar o processo para emitir a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea), além de elaborar cartilhas informativas e adesivos de prioridade para veículos. Cesinha, ao lado de Tico Jardim, também solicitou que o governo estude uma forma adesivar repartições públicas com o símbolo do autismo, alertando sobre a prioridade em serviços e atendimentos”, detalhou a Câmara Municipal de Macaé.

Neste 1º mês da nova gestão, a Câmara também debateu melhorias para o trânsito de Macaé com o secretário de Mobilidade Urbana, Jayme Muniz; e atualizações para o Regimento Interno (RI), pauta que vem sendo discutida na Casa nos últimos anos.

“Nos últimos anos, diversas emendas foram incluídas no texto original [do RI] e o objetivo é unificar o documento. Posteriormente, haverá uma análise para a reforma do conteúdo”, comentou a Casa.

Mais lidas da semana