Mídias Sociais

Política

Câmara de Macaé reforça importância de busca ativa de pessoas que ainda não tomaram a 2ª dose das vacinas contra o coronavírus

Publicado

em

 

A Câmara Municipal de Macaé aprovou, em sessão ordinária iniciada na manhã desta terça-feira, 6, um requerimento da vereadora Iza Vicente (REDE) solicitando ao governo municipal atenção na comunicação à sociedade sobre a importância da 2ª dose das vacinas contra o coronavírus.

“O objetivo desse requerimento é a gente estar buscando, junto à Secretaria de Saúde, entender qual é a estratégia para que a imunização ocorra de forma completa. A gente tem observado que a 1ª dose dá um número muito expressivo de pessoas, mas na 2ª dose, que já está aí incluindo maiores de 60, está reduzindo esse número. Então a gente busca entender e apoiar uma estratégia de comunicação de uma busca ativa a esse idoso, a essa pessoa com comorbidade que já está chegando a hora da 2ª dose. Seja por meio de carro de som, propaganda, ligação, SMS, WhatsApp, enfim, uma estratégia para que a imunização seja completa. Porque muitas pessoas tomam a 1ª dose e não estão voltando, principalmente os idosos. Então a gente pede essas estatísticas, e também para entender qual que é a estratégia da Secretaria de Saúde para que a gente não tenha essa imunização de forma parcial, mas de forma completa”, justificou Iza Vicente.

O debate sobre a matéria provocou alertas dos vereadores Rafael Amorim (PDT), que abordaram a busca ativa das pessoas que não compareceram à aplicação da 2ª dose, e Cesinha (PROS), presidente da Câmara de Macaé, que pediu que o governo municipal a participação das rádios da cidade nessa busca e nessa conscientização.

“A gente sabe que as redes sociais hoje têm um alcance muito grande. Mas essas pessoas [idosos que não têm ido à aplicação da 2ª dose], às vezes, não estão conectadas. Então até sugerir, através de requerimento, que a prefeitura possa usar os meios de comunicação, como as rádios do município, porque os idosos, às vezes, não estão conectados”, salientou Cesinha.

Mais lidas da semana