Mídias Sociais

Destaque

Câmara de Macaé divulga balanço de redução de gastos e transparência no legislativo; economia marca os primeiros meses da atual gestão

Publicado

em

 

A Câmara de Macaé divulgou, durante a sessão desta terça-feira (10), um balanço dos gastos nos sete primeiros meses de 2021. As medidas resultaram em economia no orçamento e maior transparência nos processos legislativos. O presidente da Casa, vereador Cesinha (Pros), afirmou que o objetivo é reduzir ainda mais os números.

“É isso o que a sociedade espera e anseia deste parlamento. Encontramos um momento muito difícil e a pandemia segue presente, mas conseguimos importantes resultados. Foi possível economizar R$ 1,1 milhão somente no primeiro trimestre com a redução de salário dos cargos comissionados e a suspensão de funções gratificadas”, exemplificou Cesinha.

Mesmo com gastos extras, o balanço é positivo. Devido à pandemia da Covid-19, no último mês, servidores e parlamentares foram testados. O preço médio cobrado em clínicas particulares é de R$ 250 por exame, mas a Câmara conseguiu contratar por R$ 115, resultando em mais de 50% de redução. A Casa ainda precisou investir materiais de proteção à Covid-19, como divisórias em acrílico, termômetros, estoque de álcool 70%, tapetes de higienização, entre outros.

Além disso, para realizar a sessão solene de aniversário e a volta do recesso, foi contratado o serviço de sanitização, que é recomendado aos espaços fechados. A licitação estava prevista em um custo de R$ 327 mil, mas ficou com preço final de R$ 33 mil, ou seja, aproximadamente 90% a menos. Periodicamente, novas sanitizações serão feitas para garantir a continuidade dos trabalhos.

Também houve rescisões trabalhistas de servidores que atuaram em anos anteriores, juntas, somaram R$ 2 milhões. No quesito transparência, foram promovidas nove licitações pela Câmara de Macaé, com queda média do valor em 36%, ou seja, R$1,7 milhão economizados.

“Temos um portal da transparência que está classificado entre os melhores, de acordo com o Tribunal de Contas do Estado. Vale lembrar que os processos são transmitidos ao vivo e ficam disponíveis para consulta”, acrescentou Cesinha.

A Câmara também aprovou o envio de quase R$2 milhões de reais para assegurar o pagamento de auxílio emergencial para 2 mil famílias, oriundos de fundo próprio do legislativo. Ao todo, foram duas parcelas de R$ 500, que contemplaram profissionais ligados à educação e que tiveram as atividades paralisadas por conta da pandemia, como motoristas e monitores escolares, merendeiras e auxiliares, além de feirantes.

E para não interromper a tramitação de projetos importantes com a segunda onda da Covid-19, as sessões e audiências passaram a ser realizadas de forma híbrida, com tecnologia que permitiu trabalhos simultâneos no plenário e por vídeo, sem custos.

De janeiro até agora, o canal Câmara de Macaé (Youtube) teve 90 mil visualizações e se aproxima de 4 mil inscritos. “A população pode contar com o empenho do Legislativo, que está cada vez mais transparente, econômico e moderno”, frisa Cesinha.

Mais lidas da semana