Mídias Sociais

Destaque

Café da manhã entre Presidente do Sindicato dos Rodoviários e Chico Machado levanta suspeita de que greve da SIT teve motivação política

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Um encontro inusitado foi registrado na manhã desta quinta-feira (4), um dia após o fim da greve dos rodoviários da SIT. O presidente do Sindicato dos Rodoviários, Aluizio Vianna, e Chico Machado (PSD), foram flagrados bem à vontade, tomando café, em uma conhecida padaria localizada na Riviera, em Macaé.

A reunião deixou clara a suspeita de que a real motivação do movimento grevista não tenho sido os direitos dos trabalhadores, e sim o que todos pensavam: um movimento político.

Chico Machado é candidato a deputado estadual e adversário político do prefeito, Dr. Aluízio. Nesta semana, Chico teve seu nome envolvido numa suposta tentativa de compra de votos com um caminhão contendo pouco mais de R$ 34 mil, na comunidade da Malvinas. O caso foi parar na Polícia Federal e está sendo apurando pela Justiça Eleitoral de Macaé.

Vianna, ex-vereador de Rio das Ostras, se promoveu com a greve e demorou a informar que o acordo já estava para ser firmado, fato que ocorreu ontem (3), no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).  Quando os rodoviários começaram a cogitar a greve, o Sindicato, presidido por Vianna, se envolveu em mais uma polêmica envolvendo política.

Fiscais do TRE flagrando o candidato a deputado estadual Rafael Silva Salgado (PSC) fazendo propaganda eleitoral durante uma assembleia realizada pelo Sindicato dos Rodoviários.

A denúncia também foi apurada por policiais federais de Macaé. Segundo Willian Dias, chefe da 109ª Zona Eleitoral de Macaé, mesmo não havendo material de campanha eleitoral irregular no local, o candidato foi intimado porque compareceu à rodoviária para conversar com a categoria, alegando que precisavam ir à assembleia.

A paralisação dos motoristas causou diversos problemas na cidade ao longo de uma semana e obrigou o Governo a tomar medidas, como a adoção de vans e ônibus de outras empresas, para minimizar os transtornos à população.


 

Mais lidas do mês