Mídias Sociais

Política

TRE-RJ diz que anulação de voto em caso de eleitor escolher apenas um candidato é mentira

Publicado

em

 

Mentira sobre “voto parcial” é desmascarada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio (TRE-RJ), que lembra que votação para presidente é a última a aparecer na tela da urna

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) informou que é uma mentira a mensagem que vem circulando no aplicativo WhatsApp sobre a suposta anulação de voto em caso de o eleitor escolher candidato para apenas um cargo.

O mito diz que se o eleitor votar apenas para presidente o voto seria anulado, mas é importante lembrar que o voto para presidente será o último a surgir na tela da urna eletrônica no dia da votação.

“O eleitor pode votar em um candidato, em branco ou nulo para o cargo que quiser, não há nenhuma restrição para isso. Não existe a figura do ‘voto parcial’. Os eleitores devem votar em todos os cargos, ainda que anulem ou votem em branco. Porém, se houver alguma eventualidade, como a pessoa passar mal, por exemplo, e o eleitor tiver votado apenas no primeiro cargo (deputado federal), o voto que ele tiver registrado será contabilizado normalmente, se o eleitor tiver apertado a tecla ‘confirma’, e os demais que ele não registrar serão considerados nulos. Nesses casos o presidente da mesa irá, utilizando-se de código próprio, liberar a urna a fim de possibilitar o prosseguimento da votação, sem acesso do mesário à cabina de votação, preservando assim o sigilo do voto”, explicou o TRE-RJ.

O órgão da Justiça Eleitoral fluminense lembra ainda que existe uma ferramenta de orientação aos eleitores que está disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que é o simulador de votação , onde o eleitor pode realizar todo o processo de votação em candidatos fictícios (clique aqui).

Desenvolvido pelo próprio TSE, o software apresenta uma lista de candidatos e partidos fictícios para cada cargo, como Partido dos Esportes, Partido dos Ritmos Musicais, Partido das Profissões, entre outros.

Lá, o eleitor pode navegar pelos partidos usando as setas para direita e para esquerda no alto da página. Antes de votar no simulador, o usuário deve escolher o turno da eleição que deseja participar: primeiro ou segundo.

Vale lembrar ainda que no primeiro turno, que acontece neste domingo, 7 de outubro, serão eleitos senadores, deputados estaduais, distritais e federais, e em caso de necessidade, para governador e presidente, o segundo turno será realizado no próximo dia 28, também um domingo.


 

Mais lidas do mês