Mídias Sociais

Política

Cabo Frio divulga balanço da vacinação contra o coronavírus com 22% dos primeiros grupos prioritários já imunizados

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Cabo Frio anunciou nesta semana que ultrapassou os 45% de pessoas vacinadas contra o coronavírus pertencentes aos grupos prioritários estabelecidos segundo Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde.

De acordo com os dados divulgados nesta quarta-feira, 20, a prefeitura já conseguiu aplicar a 1ª dose em mais de 45% da população dos grupos prioritários, com 22% já tendo recebido a 2ª dose, necessária para completar a imunização provocada pelas vacinas.

O município lembra que a imunização começou no último dia 20 de janeiro para idosos acima de 90 anos, e que, nesta semana, aplica a 2ª dose para pessoas a partir dos 60 anos, e a 1ª dose para pessoas com 52 anos de idade, com comorbidades, que são doenças que podem se agravar em contato com o vírus.
“O município segue o Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19 (sigla, em inglês, para Coronavirus Disease 2019). A vacina entregue pela Secretaria Estadual de Saúde vem com informe técnico direcionando o grupo prioritário para receber o imunizante. Por isso, o avanço do calendário depende do envio de doses pela Secretaria Estadual de Saúde”, contou o secretário de Saúde de Cabo Frio, Felipe Fernandes.
A prefeitura ressalta que, desde o início da campanha de vacinação, em janeiro, Cabo Frio recebeu 55.865 doses de vacinas CoronaVac e Oxford/AstraZeneca para aplicação da 1ª dose, e 31.020 doses das suas vacinas para aplicação da 2ª dose, pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Para o secretário de Saúde de Cabo Frio, Felipe Fernandes, a diferença entre a quantidade de vacinas recebidas e de doses aplicadas acontece devido ao intervalo necessário entre a 1ª e a 2ª dose de cada laboratório, já que o intervalo entre as doses das duas vacinas é diferente.
“A quantidade destinada para a 1ª e a 2ª dose é especificada na nota técnica entregue em cada remessa proveniente da Secretaria Estadual de Saúde. No caso da vacina Oxford/AstraZeneca, o intervalo necessário é de 3 meses, enquanto no caso da CoronaVac, o prazo é entre 21 e 28 dias”, esclareceu o secretário.
O gestor ressaltou ainda que a campanha de vacinação no município nvolve diversos setores da prefeitura e, somente na Secretaria de Saúde, são pelo menos 150 servidores trabalhando diariamente em várias áreas para que as vacinas cheguem à população.
“Diariamente acompanhamos a logística e a estrutura para que a vacina chegue à população. A vacinação é fundamental para que todos possamos retomar as atividades cotidianas. Precisamos conter a circulação do vírus com vacina e, principalmente, com as medidas de prevenção e higiene. Por isso, é muito importante que quem faz parte do grupo prioritário se vacine”, reforçou Felipe Fernandes.
O município lembra que a vacinação vem seguindo os grupos prioritários determinados pelo PNI. No 1º grupo estavam profissionais de saúde, idosos residentes em instituições de longa permanência, pessoas com deficiência que vivem em instituições, quilombolas e indígenas, totalizando 8 mil pessoas na cidade. No 2º grupo, estavam idosos a partir de 60 anos, que representam 37.267 pessoas em Cabo Frio.

A Prefeitura de Cabo Frio explicou que, devido à escassez de vacinas, o cronograma nacional precisou ser fracionado em faixas etárias, com a imunização sendo feita conforme o recebimento das doses das vacinas, enviadas pelo Ministério da Saúde, através do governo estadual do Rio.
“Neste momento, o município está atendendo a fase 1 do novo grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde: pessoas com comorbidades de 55 a 59 anos com a 1ª dose do imunizante. Como acontece com os demais grupos, a ampliação da imunização está ocorrendo de forma escalonada devido ao envio de vacinas pelo Estado, que permanece de forma gradativa, não abrangendo todas as idades deste novo público-alvo. Na fase 1 estão incluídos também pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise), independente da idade (18 a 59 anos) e os deficientes permanentes cadastrados no BPC. Este grupo representa 27.527 pessoas”, detalhou a prefeitura.
O município anunciou que os próximos grupos atendidos são pessoas em situação de rua; população de liberdade privada; funcionários do sistema de privação; trabalhadores da Educação, de ensino básico e superior; forças de segurança e salvamento; forças armadas; trabalhadores de transporte metroviário, ferroviário, aéreo e aquaviário; caminhoneiros; portuários; industriais; limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.
De acordo com o Ministério da Saúde, a vacinação desses grupos conclui a campanha de imunização contra o coronavírus no município, totalizando 88.025 mil pessoas atendidas com as vacinas.

O processo de vacinação pode ser acelerado com a distribuição das 200 milhões de doses da vacina da Pfizer, previstas para chegar ao país ainda neste ano, e que devem ter as suas primeiras doses distribuídas aos estados e municípios nas próximas semanas.

Clique Diário

E. L. Mídia Editora Ltda
CNPJ: 09.298.880/0001-07
Redação: Avenida Atlântica, 2.500, sala 22 – Cavaleiros – Macaé/RJ

cliquediario@gmail.com
(22) 2765-7353

Mais lidas da semana