Mídias Sociais

Política

Aneel anuncia manutenção da bandeira tarifária verde nas contas de luz de março

Avatar

Publicado

em

 

Concessionária do serviço de energia elétrica no Estado do Rio, antiga Ampla, que desde 2016 passou a se chamar Enel, é alvo de críticas constantes na região pelas frequentes quedas de energia e mau atendimento

Em meio a tantas reclamações na região envolvendo a Enel, concessionária de energia elétrica no Estado do Rio de Janeiro, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), anunciou que a bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz em março continua verde, ou seja, sem custo extra para os consumidores.

Entre as cidades da região que reclamam dos serviços prestados pela empresa, Macaé já se organiza para realização de uma audiência pública proposta pela Câmara Municipal para discutir com a diretoria executiva da Enel soluções para os frequentes problemas de falta de energia e demora no atendimento da empresa, principalmente na região serrana do município.

Em nota, a Aneel disse que, apesar da pouca ocorrência de chuvas em janeiro, “o nível de produção da energia hidrelétrica no país ainda se mantém elevado”, o que garante a manutenção da bandeira verde, em vigor desde dezembro.

Segundo a Agência, com as bandeiras, a conta de luz ficou mais transparente e o consumidor tem a melhor informação, para usar a energia elétrica de forma mais eficiente, sem desperdícios, uma das principais preocupações da Aneel.

Sobre este problema, a Agência alerta que mesmo com a bandeira verde, é necessário manter as ações relacionadas ao uso consciente e ao combate ao desperdício, listando ainda algumas precauções que a população deve tomar para combater o desperdício de energia elétrica.

Entre as dicas está, tomar banhos mais curtos, de até 5 minutos; não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado; só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário; utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas e apagar a luz ao sair de um cômodo.

Criado pela Aneel em 1 de janeiro de 2015, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, variando as bandeiras nas cores verde, amarela ou vermelha, nos patamares 1 e 2, indicando se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração da mesma.

Em Macaé, a audiência pública para discutir os problemas nos serviços prestados pela Enel, que foi aprovada após requerimento do vereador Julinho do Aeroporto (MDB), amplamente apoiada pelos parlamentares, acontece no próximo dia 7 de março.

Mais lidas da semana