Mídias Sociais


Política

Alunos da Emart, em Macaé, se formam com apresentação de espetáculo teatral de Eugène Ionesco

Publicado

em

 

Os alunos da turma de 2019 do curso técnico de Teatro da Escola Municipal de Artes Maria José Guedes (Emart) concluíram, neste fim de semana, em curtíssima temporada sua apresentação do espetáculo de formatura, no Centro Cultural Rinha das Artes.

Ao todo, 12 alunos se formaram neste mês no curso de Teatro oferecido gratuitamente pela Emart, e, durante a apresentação, contaram 1 ex-aluno da Emart no espetáculo O Rinoceronte, escrito em 1959 pelo dramaturgo romeno Eugène Ionesco.

Considerado um texto emblemático do Teatro do Absurdo, termo cunhado pelo crítico húngaro Martin Esslin, em 1962, a peça, que teve direção de Ademir Martins e Leandro Triervailer, retrata uma epidemia que transforma pouco a pouco os habitantes de uma cidade em rinocerontes.

“Essa turma teve metade da sua formação online e depois híbrida, e hoje comemoramos essa formatura, que foi um desafio grande devido à pandemia”, comemorou a diretora da Emart, Sheila Juvêncio.

Para o secretário de Cultura, Leandro Mussi, a formatura desses alunos, que entram no mercado de trabalho artístico e cultural da região, reforça o papel do teatro de transmitir conhecimento, contar histórias e estimular a reflexão.

“Ficamos felizes em formar os alunos e apresentar ao público esse espetáculo, que marca a valorização das manifestações culturais em Macaé, das artes cênicas, e abre espaço para que novos talentos se expressem nesta que também é uma atividade intelectual”, comentou Leandro Mussi.

Na apresentação, que aconteceu na última sexta e sábado, 3 e 4, o elenco foi composto pelos alunos Deivid Barretto, Douglas Mareli, Ester Reis, Felippe Senna, Lucas Antonio Rangel, Maycon Corrêa, Nicolle Fernandes, Raphael Almeida, Reinaldo Fróes, Thainá Santos, Thaís Queiroz e Victor de Paula, além do ator convidado Luca Porto, ex-aluno da Emart.

O espetáculo contou ainda com a produção de Felipe Eliakim, concepção de figurino e cenografia de Neyva Santiago, e caracterização de Neyva Santiago e Thainá Santos, preparação vocal de Jardel Maria, iluminação de Clevis Miranda, e som de Gilberto Alves.

Segundo a coordenadora de Teatro da Emart, Aline Barbosa, a apresentação teatral potencializa a valorização das expressões humanas trabalhadas por todo o corpo docente e discente da escola, uma das únicas unidades públicas de formação profissional em artes do interior do Estado, juntamente com o Centro de Formação Artística em Música, Dança e Teatro, de Rio das Ostras.

Mais lidas da semana