Mídias Sociais

Política

Alerj define mais 5 comissões permanentes sem muito destaque para deputados da região

Avatar

Publicado

em

 

Pela primeira vez na história do Legislativo estadual do Rio, Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher será composta integralmente por mulheres

Depois da CCJ e da Comissão de Orçamento, que ficaram, respectivamente, com os deputados Márcio Pacheco (PSC) e Rodrigo Amorim (PSL), mais 5 comissões permanentes foram instaladas na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), na última terça-feira, 26, com a eleição de seus presidentes e vice-presidentes.

Para a Comissão de Tributação, Controle da Arrecadação Estadual e de Fiscalização dos Tributos Estaduais, o deputado Luiz Paulo (PSDB) confirmou as informações preliminares que ficou com a presidência.

“Vamos juntar esses grupos para discutir sobre o Regime de Recuperação Fiscal (RRF). O próprio Supremo Tribunal Federal (STF) está pautando essa semana decisões importantes que dizem respeito a este assunto. Esse será um tema fundamental que discutiremos ao longo desse ano”, falou Luiz Paulo, que terá como vice-presidente o deputado Alexandre Freitas (NOVO), com os deputados Martha Rocha (PDT), Bruno Dauaire (PRP), Rosenverg Reis (MDB), Alexandre Knoploch (PSL) e Gustavo Tutuca (MDB) como titulares, e Zeidan (PT), Renan Ferreirinha (PSB), Chico Machado (PSD), Eliomar Coelho (PSOL), Renato Zaca (PSL), Marcelo Cabeleireiro (DC) e Waldeck Carneiro (PT) como suplentes.

Na Comissão de Educação, o deputado Flávio Serafini (PSOL) também confirmou o favoritismo, e foi eleito por unanimidade presidente, anunciando que pretende marcar uma reunião com o Secretário Estadual de Educação, Pedro Fernandes (PDT), para discutir a carência de vagas nas escolas públicas.

“O Estado do Rio tem o desafio de garantir o acesso à educação a todos e todas. A denúncia que vínhamos fazendo sobre a falta de vagas para alunos estourou com mais de 20 mil estudantes com dificuldade de conseguir suas matrículas. A gente pretende fazer um trabalho permanente, acompanhando o cotidiano das escolas e debatendo o orçamento e às condições de trabalho dos profissionais da Educação”, falou Serafini.

Na Comissão, Serafini terá como vice-presidente o deputado Léo Vieira (PRTB), e a companhia dos deputados Alexandre Knoploch, Rosane Felix (PSD), Renan Ferreirinha, Thiago Pampolha (PDT) e Waldeck Carneiro como titulares, e Fábio Silva (DEM), Martha Rocha, Tia Ju (PRB), Dani Monteiro (PSOL), Danniel Librelon (PRB), Jorge Felippe Neto (PSD) e Zeidan como suplentes.

A deputada Renata Souza (PSOL) acabou com a presidência da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania tendo como vice o deputado Márcio Gualberto (PSL), ambos eleitos por unanimidade.

“Sou uma mulher negra, que vem da periferia, que sentiu e ainda sente os impactos dessa sociedade machista e racista. Estar aqui defendendo o direito à vida é algo muito simbólico. É a primeira vez que uma mulher negra preside essa comissão, por isso pretendo que este lugar seja republicano, democrático e de debates”, destacou Renata, emocionada após a eleição.

Além dela e do vice, a Comissão terá os deputados Carlos Minc (PSB), Martha Rocha e Waldeck Carneiro como titulares e Anderson Moraes (PSL), Enfermeira Rejane (PCdoB), Flávio Serafini, Filipe Poubel (PSL) e Mônica Francisco (PSOL), como suplentes.

Na Comissão de Ciência e Tecnologia, o deputado Waldeck Carneiro foi eleito presidente e terá Renan Ferreirinha como vice, com os deputados Chicão Bulhões (NOVO) e Dani Monteiro (PSOL) como membros efetivos, e Max Lemos (MDB) como suplente.

Na definição mais significativa da semana  do Legislativo estadual, pela primeira vez na história da Casa, a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher será composta integralmente por representantes femininas, sendo 5 efetivas e 5 suplentes, com a presidência da deputada Enfermeira Rejane e tendo Dani Monteiro como vice.

As duas terão a companhia das deputadas Zeidan, Lucinha (PSDB) e Alana Passos (PSL) como titulares, e Martha Rocha, Marina Rocha (PMB), Tia Ju, Franciane Motta (MDB) e Mônica Francisco como suplentes.

Mais lidas da semana