Mídias Sociais

Política

Alair Corrêa relembra governo Marquinho Mendes, quando município também sofreu problemas com a administração municipal

Avatar

Publicado

em

 

Com o intuito de justificar o caos administrativo que o município de Cabo Frio vive atualmente, o Prefeito Corrêa mais uma vez recorreu as redes sociais. Desta vez, Alair quis relembrar o Governo do ex-prefeito e atual candidato, Marquinho Mendes, quando o município vivencio problemas similares aos dos dias atuais.

Segundo o prefeito, os problemas são parecidos, porém, na gestão passada o município tinha uma arrecadação alta, o que a atual gestão não possui por conta da queda dos royalties e as parcelas do PCCR. “A IntetTV na época do bilionário desgoverno dele noticiava a falta de merenda, a falta de médicos, remédios, sujeira na cidade e também bloqueio de recursos pela justiça. Havia protestos e greves por atraso de salários. Ele pensa que temos memória curta para esquecermos a desastrosa e obscura Administração que fez nos oito anos”, relembrou Alair, que afirmou que naquela época “Dinheiro na verdade não faltou, mas faltou transparência e vergonha com a coisa pública!”.

O prefeito ainda ironizou as promessas do candidato e duvidou que o mesmo cumpra com o pagamento dos salários dos servidores, caso seja eleito. “Se não pagou quando teve bilhões, como vai pagar agora em que faliu a cidade com sua maldade?”, questionou.

 

Criador e criatura – Não é de hoje, tão pouco a toa, que muitos cabo-frienses ligam a imagem do atual prefeito, Alair Corrêa, com o ex-prefeito e candidato ao executivo, Marquinho Mendes. Ambos já foram aliados, apesar de hoje, se declarem totalmente de oposição.

Como muitos sabem, a história inicia quando Alair Corrêa não podendo se reeleger, por já ter completado dois mandatos, investiu em Marcos Mendes. Segundo a lenda, o mesmo iria ficar apenas um mandato para que então Alair Corrêa voltasse a governar, porém, ao ter o poder em mãos o mesmo mudou os planos, “traindo” seu criador. Na eleição, onde criador e criatura disputavam o mesmo espaço, a criatura venceu. Fazendo com que a briga se tornasse ainda maior.

Assim como toda lenda, há diversas suposições. Alguns juram que ambos são amigos inseparáveis e que essa briga serve somente para dividir votos, e um dos dois sempre se manter no poder e repartir as “conquistas”. Outros ainda acreditam que realmente romperam os laços e que essa disputa será eterna.

Mas no geral, o que se pode observar é que ambos os governos tem características e ações bem similares, como se pode observar com os problemas na educação e saúde, que o município vive esse ano e já viveu da administração anterior.

 

 

Mais lidas da semana