Mídias Sociais

Destaque

Vereadora do PSOL é morta a tiros no Rio de Janeiro e características do crime apontam execução

Publicado

em

 

A vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco foi morta a tiros dentro de um carro na Rua Joaquim Palhares, Região Central do Rio, na noite desta quarta-feira (14).

Bandidos emparelharam com o veículo e balearam a vereadora e seu motorista que morreram na hora. O assassinos fugiram do local sem levar nada.

Marielle era ativista social filiado ao PSOL e foi a quinta mais votada nas eleições de 2016. A delegacia de homicídios vai investigar o caso.

Possível execução

Levando em consideração as características do crime é provável que se trate de execução. A vereadora era conhecidamente por ser combativa em relação a truculência policial e do estado. Circula nas redes sociais uma denúncia feita pela vereadora acusando um batalhão de polícia do Rio de Janeiro de ser o "batalhão da morte" além de ser uma crítica ferrenha da intervenção federal da segurança pública no estado.

Vereadora era relatora da comissão de acompanhamento da intervenção na câmara do Rio

Vereadora faz críticas à atuação da polícia nas redes sociais

 

Vereadora foi a quinta mais votada no Rio de Janeiro

Carro que estava a vereadora e seu motorista

 


 

Clique Diário

E. L. Mídia Editora Ltda
CNPJ: 09.298.880/0001-07
Redação: Avenida Atlântica, 2.500, sala 22 – Cavaleiros – Macaé/RJ

[email protected]
(22) 2765-7353

Mais lidas do mês