Mídias Sociais

Destaque

Suspeito de matar turista catarinense em trilha de Arraial do Cabo é preso pela Polícia Civil

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Um jovem suspeito de participar da morte da empresária catarinense Fabiane Fernandes, de 32 anos, em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, foi preso pela Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (14), no município de São Carlos, em São Paulo.  O crime ocorreu em novembro.  Matheus Augusto da Silva, de 22 anos foi levado para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

Contra ele, havia um mandado de prisão temporária que foi cumprido pelo delegado Michel Floroschk, que é do Rio de Janeiro e esteve em São Carlos para efetuar a prisão. “Ele foi reconhecido por uma testemunha como sendo a pessoa que violentou e depois matou a turista", afirmou Floroschk.

O jovem não conhecia Fabiane, mas acampava no mesmo dia na trilha em que a catarinense desapareceu e foi visto deixando a cidade cheio de arranhões.  Matheus é investigado pelo crime de estupro e homicídio. “Nos antebraços dele há marcas de unha, o que nos leva a crer que houve uma luta corporal com a vítima", ressaltou o delegado.

O suspeito afirmou que estava acampado, mas negou as acusações. "Ele diz que esteve no Rio, que esteve com a moça, mas que tais fatos não foram praticados por ele. A versão dele vai ser confrontada com as provas no inquérito", disse o delegado.

Segundo a Polícia Civil, Matheus estava acampado da trilha da Prainha, onde Fabiane foi morta, na companhia de um segundo suspeito, que está detido no Rio e é apontado como autor do crime.

Ainda de acordo com a polícia, o jovem disse que esteve acampado em Arraial do Cabo no dia do crime, na companhia de um amigo hippie, mas negou que tenha praticado o delito. "Ele parece uma pessoa atormentada, que não tem muito discernimento”, pontuou o delegado.

Matheus passou por exame de corpo de delito e foi levado para o Rio para ser ouvido pelo delegado Renato Mariano, titular da 132ª Delegacia Policial de Arraial do Cabo (132ª DP), responsável pela investigação.

Foto: Fabiana Assis/G1


 

Mais lidas do mês