Mídias Sociais

Destaque

Parceria entre PM e Guarda Municipal garantirá mais segurança para Macaé

Publicado

em

 

Acompanhado do Secretário Adjunto de Ordem Pública, Alan de Oliveira, e do comandante interino da Guarda Municipal, Rafael Pires, o Prefeito de Macaé, Welberth Rezende, esteve nesta quarta-feira (6) no 32º Batalhão de Polícia Militar, com o comandante da unidade, coronel Fábio Correa, e o major Hudson Cezar, para tratar do plano de ação de Segurança Pública para o município. O objetivo da visita foi conhecer as demandas da área para que o poder público construa, de forma integrada, o melhor modelo de segurança para os munícipes. Representando o legislativo macaense, esteve presente o vereador Luiz Mattos (PRB).

"Nosso objetivo aqui é fortalecer a parceria entre a prefeitura, através da Secretaria de Ordem Pública, e a Polícia Militar, como forças complementares de segurança. Sabemos que a Polícia Militar tem uma grande responsabilidade, já que é responsável por toda a região. Portanto, quero deixar as portas da prefeitura abertas ao Batalhão para que as instituições trabalhem juntas pelo objetivo comum, que é garantir uma Macaé mais segura para todos nós", disse o Prefeito.

Durante o encontro, o Secretário de Ordem Pública, Alan de Oliveira, falou de alguns projetos imediatos para a pasta, como a reativação do canil da Guarda. Em Macaé, o canil realizou um trabalho conjuntamente ao Grupo de Apoio Operacional (GAOp) da Guarda Municipal, com atuação em intervenções táticas e operacionais com policiais militares, reintegração de posse, invasões, entre outras ações. Já chegou a contar com nove cães adestrados. Hoje, conta apenas com dois.

Outra questão abordada foi o uso da Guarda Municipal como força auxiliar de segurança, fornecendo apoio às forças policiais no patrulhamento da cidade. Welberth Rezende informou que a intenção é enviar um projeto de lei ao legislativo regulamentando o papel da Guarda, em conformidade com a Lei Federal 30022/14, que legitimou a atuação da instituição como força de segurança, em casos específicos, atuando com poder de polícia.

Outras ações debatidas com o comando da Polícia Militar foram a questão da instalação da Central de Monitoramento por Câmeras da Cidade, a efetivação do Programa Estadual de Integração de Segurança (Proeis), que permite o aporte de recursos municipais para o reforço do efetivo policial, entre outras atividades a curto e médio prazo para a redução dos índices de criminalidade do município.

Foto: João Barreto

Mais lidas da semana