Mídias Sociais

Destaque

Operação da PM detém sete suspeitos de tráfico em Arraial do Cabo

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Homens estavam em uma boca de fumo no Parque Público Municipal, na Prainha.

Sete homens foram detidos durante uma operação policial no Parque Público Municipal, na Prainha, em Arraial do Cabo, na tarde desta quinta-feira (6). De acordo com a Polícia Militar, dois suspeitos permanecem presos, pois são gerentes do tráfico na localidade, conhecidos como Galo Cego e 2N.

Segundo a ocorrência policial, após uma denúncia anônima de que a "boca de fumo" da APAE teria migrado para o Parque Público Municipal, os militares foram ao local de maneira velada e estratégica para conferir a denuncia.

Ainda de acordo com a ocorrência, chegando ao Parque, sete homens com atitudes suspeitas foram avistados na pista do skate. A PM informou que "Galo Cego" deixou os outros homens e foi para a direção de um quiosque e desenterrou entorpecentes e passou o material para um outro homem e foi ao encontro dos suspeitos.

Segundo a PM, por outro lado, acelerava a movimentação do tráfico. "2N, por outro lado, acelerava o tráfico (entregando o ilícito e recebendo para tal), vez que não cessou quando da ausência momentânea de "Galo Cego", contou a PM na ocorrência.

Durante a operação, ao efetuar abordagem aos envolvidos, todos foram revistados, sendo encontrado com "Galo Cego", dois pinos de pó branco e R$ 25. Os militares fizeram uma varredura nas proximidades do quiosque, onde foram encontrados mais 21 pinos do mesmo pó e mais R$ 25 reais em espécie no interior de uma sacola branca.

Já com "2N", que, segundo a PM, tentou fugir ao infiltrar-se num jogo de futvôlei, foi encontrado um celular preto J5, cuja tela do aparelho fazia apologia ao tráfico de drogas.

Os outros cinco suspeitos também foram detidos. Os suspeitos foram conduzidos para a unidade policial e, posteriormente, levados para a Central de Flagrantes, na Delegacia de São Pedro da Aldeia.

Na delegacia, ainda de acordo com a ocorrência, permaneceram presos "Galo Cego" e "2N", que eram cabeças da operação e vão responder por tráfico de drogas. Os outros homens foram ouvidos e liberados.

Mais lidas da semana