Mídias Sociais

Destaque

Ministério Público obtém prisão de integrantes de organização criminosa por homicídio de casal em Cabo Frio

Bertha Muniz

Publicado

em

 

O casal foi sequestrado na frente do filho dentro de casa, no Conjunto Habitacional do programa "Minha Casa, Minha Vida", no bairro Jardim Esperança.

Cinco pessoas, apontadas como autores do homicídio do casal Francisco e Débora, moradores do condomínio Minha Casa Minha Vida, no bairro Jardim Esperança, em Cabo Frio, foram presas. A informação foi confirmada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), nesta quarta-feira (25).

O órgão, por meio da Promotoria de Justiça de Investigação Penal da Comarca de Cabo Frio, ofereceu, no dia 17 de setembro, uma denúncia com pedido de decretação de prisão preventiva contra quinteto autor dos dois homicídios.

De acordo com MPRJ, os indiciados são: Ricardo Junio Rodrigues Vieira (vulgo ‘Ricardinho’), Thiago Duarte Braga (‘Pão Careca’), Jersu da Silva (‘PI)’, Wanderson dos Santos Silva (‘Russo’) e Adriano Cordeiro Pereira (‘Tio Adriano’).

Elaborada com base em um inquérito da 126ª Delegacia Policial de Cabo Frio (126ª DP), a denúncia relata que, na data e locais citados, os cinco denunciados, integrantes de facção criminosa Terceiro Comando Puro (TCP), e com auxílio de duas adolescentes infratoras, amarraram e desferiram socos, chutes, tapas, joelhadas, coronhadas e golpes de faca que resultaram nas mortes de Francisco José Vieira da Costa e Débora Alves.

Os crimes foram cometidos por motivo torpe, uma vez que os criminosos agiram por acreditar que o casal estaria repassando informações do TCP para a facção rival Comando Vermelho.

Além das execuções, praticadas de forma cruel, por meio de tortura, e dissimulada, uma vez que tiveram acesso ao local dos crimes durante suposta ‘visita’ à casa do vizinho das vítimas, os denunciados subtraíram da residência do casal aparelhos de videogame e de televisão, além de telefones celulares.

Relembre o caso

O casal foi sequestrado dentro de casa, no Conjunto Habitacional do programa "Minha Casa, Minha Vida", no bairro Jardim Esperança, em Cabo Frio. Os corpos foram encontrados dois dias depois, em uma área de mata, às margens da Estrada da Integração, em Armação dos Búzios, cidade vizinha.

Segundo a Polícia Civil, os corpos de Francisco José da Costa e Débora Alves, estavam com marcas de tiros e em razoável estado de decomposição, pelo tempo decorrido. Eles deixaram um filho de 7 anos, que estava no local na hora do sequestro, mas não foi levado pelos criminosos.

 

Mais lidas da semana