Mídias Sociais

Destaque

Homem que matou irmão de 9 anos a facada no sul da Bahia é preso na rodoviária de Macaé

Publicado

em

 

Um homem apontado como autor da morte do próprio irmão, foi preso pela Polícia Militar (PM), no início da noite desta quarta-feira (7), na rodoviária de Macaé, no Centro da cidade. Gilmar dos Santos Almeida, de 38 anos, é o principal suspeito de matar a facadas Pietro da Silva Alves, de apenas 9 anos, nesta terça-feira (5), na cidade de Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia.

A ação que resultou na captura do criminoso, foi deflagrada pelas equipes do Grupamento de Ações Táticas (GAT) e da 2ª Seção, após o recebimento de informações anônimas dando conta de que o acusado estava em um ônibus à caminho de Macaé. Militares montaram um cerco na BR-101 e acompanharam o coletivo até a rodoviária, onde Gilmar desembarcou. Ainda de acordo com a PM, ele já trabalhou em uma peixaria em Macaé.

Segundo o delegado da 128ª Delegacia Policial de Rio das Ostras (128ª DP) , Dr. Jorge Maranhão, o criminoso disse em depoimento que dormiria em um hotel em Macaé e no dia seguinte seguiria para São Paulo, onde tem residência. Gilmar é irmão mais velho da vítima e era considerado foragido. Um mandado de prisão temporária já foi expedido pela Justiça de Teixeira de Freitas, em desfavor do criminoso. Ele foi levado para a Central de Flagrantes da 128ª DP, onde aguardará transferência para o sistema penitenciário da Bahia.

Entenda o caso

De acordo com familiares de Pietro, Gilmar foi a última pessoa a ser vista com a criança. Na noite de terça-feira (5), a mãe do garoto chegou do trabalho e encontrou os dois filhos na casa onde mora, no bairro Caetano Sul. Uma das primas da vítima, contou que a mãe do garoto colocou Pietro para dormir, adormeceu e quando acordou, pouco tempo depois, não achou mais os filhos no imóvel.
A família fez buscas pela região, mas não encontrou o homem nem a criança.

A mãe de Pietro percebeu que poderia ter ocorrido um sequestro quando viu que os pertences do filho mais velho não estavam mais na casa. Segundo a família, o irmão mais velho da criança mora em outro estado e estava em Teixeira de Freitas há cerca de dois meses para conhecer os familiares.

A família acredita que o crime foi cometido por ciúmes, porque o suspeito já havia comparado sentimentos direcionados à criança, aos quais ele não teve quando era garoto. À mãe, Gilmar relatava que Pietro Alves tinha família, amigos e carinho, mas o mesmo não tinha acontecido com ele quando quando criança.

O corpo de Pietro Alves foi encontrado às margens da BR-101. O menino foi identificado pelos familiares através da roupa e sandália que usava.

Mais lidas da semana