Mídias Sociais

Destaque

Boneca momo é a nova ameaça virtual para crianças e adolescentes. Veja quais são os riscos que ela representa:

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Criminosos podem se aproveitar para roubar dados dos utilizadores e brincadeiras de mau gosto podem terminar em tragédias.

O novo jogo que circula pela internet está deixando os pais e autoridades internacionais em alerta. Falamos da Momo, um desafio aterrador se alastrou pelo WhatsApp, embora também haja relatos da sua popularidade no jogo Minecraft. Tudo indica que a “brincadeira” começou na Rússia, mas rapidamente chegou ao Brasil, México, Colômbia e Japão, entre outros países.

A Unidade de Investigação em Crimes Informáticos do estado de Tabasco, no México, já emitiu um alerta sobre o desafio viral. De acordo com as autoridades, o desafio é perigoso e pode ser usado para roubar informação pessoal, incitar à violência e ao suicídio, assediar e extorquir as suas vítimas e gerar transtornos físicos e psicológicos como a ansiedade, depressão, insônia, entre outros.

A semelhança com o desafio da Baleia Azul é inevitável. O nome aparentemente inofensivo escondia uma série de 50 desafios, que terminava com o suicídios dos jogadores. Mais de 130 pessoas morreram desde 2013, época em que começou a circular na internet.

No Momo não é assim tão diferente. Há relatos de pessoas que participaram no jogo e receberam mensagens violentas e agressivas. Também há quem descreva situações de roubo de dados pessoais, envio de vírus e incitação ao suicídio. Chamadas às três da manhã também foram denunciadas.

Em Santa Catarina, no Rio Grande do Sul, um perfil da Momo ameaçou pelo menos cinco adolescentes de 12 e 13 anos, as incitando a enviarem fotos nuas. Como estudam todas estudam na mesma escola, é possível que se trate de um fake. O caso está sendo investigado pelas autoridades locais.

Os riscos do jogo Momo

Ela se chama Momo e sua aparência é aterrorizante: olhos esbugalhados, pele pálida e um sorriso sinistro. Mas por que o jogo é perigoso? Qual é o problema de escrever para um número desconhecido no WhatsApp?

Os investigadores mexicanos citam cinco possíveis razões:

  • roubo de informações pessoais
  • incitação ao suicídio ou à violência
  • assédio
  • extorsão
  • transtornos físicos e psicológicos (ansiedade, depressão, insônia etc.)

O que os pais podem fazer

– Pais devem orientar seus filhos de que é mais um golpe e deixar claro para eles que é importante proteger seus dados pessoais na internet.

– Ter domínio do aparelho não significa ter maturidade para reconhecer situações de perigo.

– Se alguém estiver “conversando” com a Momo e ela pedir algo indevido – se houver uma extorsão ou um pedido de foto, por exemplo -, deve-se salvar a conversa e procurar uma autoridade. Não basta dar “print” na conversa. É preciso exportar a conversa para nós mesmos. O WhatsApp tem uma ferramenta que permite isso.

– Pais podem consultar o canal de ajuda da ONG, canaldeajuda.org.br, que orienta as pessoas sobre o que fazer em situações de violência online.

Momo é o novo ‘Baleia Azul’?

Alguns comparam o fenômeno Momo com o “Baleia Azul”, um desafio que se tornou viral em abril de 2017 e sobre o qual as autoridades levantaram alertas porque incitava o suicídio.

Assim como Momo, se disseminou rapidamente pela internet e as redes sociais. No caso da Momo, seu principal meio de disseminação é o WhatsApp, mas também se popularizou através do jogo Minecraft, que tem mais de mil jogadores por dia.

O grave problema dos fakes da Momo

Neste momento existem vários perfis falsos da Momo, tornando difícil perceber qual é o original. Também existem vários relatos de youtubers que juram ter conseguido interagir com ela, mas começa a ser complicado perceber se as histórias que contam são reais ou é apenas uma forma de ganharem mais seguidores.

Seja como for, os perigos são reais. Mesmo se as crianças e jovens entrarem em contato com o perfil original ou não, é indiferente. As autoridades e especialistas são unânimes: os perigos são verdadeiros, criminosos podem se aproveitar para roubar dados dos utilizadores e brincadeiras de mau gosto podem terminar em tragédias.

De onde veio essa criatura?

Momo é um apelido dado à escultura de uma jovem mulher com longos cabelos negros, grandes olhos, um largo sorriso e pernas de pássaro. Foi criada pela empresa japonesa de efeitos especiais Link Factory, que depois foi exposta em um museu localizado no distrito de Ginza, em Tóquio.

Chamado de 'Vanilla Gallery', este lugar é conhecido por fazer exposições de arte alternativas e aterrorizantes. Em 2016 eles abriram uma exposição sobre fantasmas e espectros, na qual esta escultura humanoide de "mulher-pássaro" se destacou.


 

Mais lidas do mês