Mídias Sociais

Destaque

Adolescente apreendido confessa assassinato de motorista de aplicativo em Macaé

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Um adolescente de 17 anos foi apreendido na noite desta quinta-feira (20), na Favela da Linha, em Macaé, suspeito de cometer o assassinato do motorista de aplicativo, Anderson Cruz Elias, de 41 anos, morto com um tiro na cabeça na noite da última terça-feira (19).

A informação foi confirmada pela Divisão de Homicídios da 123ª Delegacia Policial de Macaé (123ª DP), responsável pelas investigações.  A ação que resultou na captura do menor infrator, foi deflagrada pelos setores de Inteligência da 123ª DP e do 32º Batalhão de Polícia Militar (32º BPM). Durante um cerco tático na Favela da Linha, os agentes avistaram o adolescente, que tentou fugir, mas foi alcançado. Ao ser interpelado pelos policiais, ele confessou a autoria do homicídio.

O motorista Anderson Elias, de 42 anos, foi morto com um tiro fatal na cabeça.

Em depoimento à Polícia Civil, o jovem detalhou como praticou o assassinato do motorista. O adolescente contou que estava sozinho, quando teria solicitado uma corrida pelo celular já com a intenção executar a vítima.  Durante o trajeto, o motorista foi morto pelo jovem com um tiro disparado de um revólver calibre 38. Em seguida, o assassino fugiu sem levar nada.

Segundo o delegado titular da 123ª DP, Dr. Filipi Poeys, o menor afirmou que matou o motorista porque ele teria dito que iria entregar a localização dele para a polícia e aos “alemãos (sic)”. A polícia afirma que o crime foi premeditado. “Ele planejou o homicídio dois dias antes”, pontuou o delegado.

O adolescente será transferido ainda nesta sexta-feira (21) para o Ministério Público de Italva, onde fica o plantão do Juízo da Infância e Juventude neste fim de semana.

ARMA ENCONTRADA

A arma utilizada no crime foi apreendida na casa de um homem, que foi preso, no fim da tarde desta quarta-feira (19), na Favela da Linha. A ação foi deflagrada por agentes do Grupamento de Ações Táticas (GAT I e II), após uma denúncia de que o autor do homicídio, seria um morador da comunidade da Linha, e que, a arma do crime estaria escondida na casa de outro homem, conhecido como "Coroa", também morador da Linha.

A arma utilizada no crime foi apreendida na casa de um homem, que foi preso, no fim da tarde desta quarta-feira (19), na Favela da Linha.

Domingos Lourenço Dias, de 62 anos, o “Coroa” foi capturado em sua residência, onde os policiais encontraram um revólver calibre 38, três munições intactas, um deflagrada, 10 munições de calibre 9 mm intactas e una munição de calibre 45 mm. O envolvido foi levado para a 123ª Delegacia Policial de Macaé (123ª DP).

Mais lidas da semana