Mídias Sociais

Destaque

Acusado de matar ex-noiva em São Pedro da Aldeia é condenado a sete anos e oito meses de prisão

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Rodrigo Alves Fernandes da Silva foi a júri popular nesta quarta-feira (8)Durante o interrogatório, o réu negou as acusações.

A Justiça condenou Rodrigo Alves Fernandes da Silva, acusado de matar a facadas sua ex-noiva, em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, a sete anos e oito meses de prisão em regime fechado. A vítima, Daiana Borges, era técnica de enfermagem e foi encontrada morta em uma zona rural entre São Pedro da Aldeia e Iguaba Grande, em 2016. O acusado foi a júri popular nesta quarta-feira (8). Durante o interrogatório, o réu negou as acusações.

Durante o julgamento, testemunhas afirmaram que Rodrigo tinha comportamento descontrolado e possessivo. Ao ser ouvido, o ex-noivo de Daiana não soube explicar as marcas de sangue encontradas pela perícia no carro dele.Os autos do processo reuniram mensagens de texto enviadas insistentemente por Rodrigo para a ex-noiva mesmo sem respostas dela.

Ele falava em resgatar o noivado e não aceitava o término do relacionamento de mais de 10 anos. No dia do desaparecimento de Daiana ele não enviou nenhuma mensagem para ela. Rodrigo Alves Fernandes da Silva irá responder pelos crimes de homicídio duplamente qualificado, feminicídio por motivo fútil (matou porque não aceitou o fim do relacionamento) e fraude processual porque tentou limpar os vestígios de sangue no carro. Rodrigo foi levado para a penitenciária Thiago Telles, em São Gonçalo, na região Metropolitana do Rio.

Relembre o caso

Daiana tinha 35 anos, era técnica de enfermagem e trabalhava no Hospital da Missão em São Pedro. Segundo a família de Daiana, ela recebia ameaças do ex-noivo.

Daiana tinha 35 anos e foi sequestrada pelo ex-noivo na saída do plantão do Hospital da Missão em São Pedro da Aldeia. Imagens de câmeras de seguranças mostraram a vítima sendo forçada a entrar no carro do ex. O veículo de Rodrigo chegou a ser lavado, mas a perícia encontrou marcas de sangue no veículo.


 

Mais lidas do mês