Mídias Sociais

Geral

Odebrecht Ambiental inicia substituição de hidrômetros em Macaé e causa polêmica

Avatar

Publicado

em

 

A Odebrecht Ambiental, empresa responsável pela coleta e tratamento de esgoto de Macaé, bem como pela gestão comercial das contas de água e esgoto, deu início ao trabalho de substituição e renovação dos hidrômetros instalados na cidade, ação que vai abranger todo o município.

Neste primeiro momento, cinco mil aparelhos dos imóveis de 16 bairros de Macaé terão seus hidrômetros substituídos. O trabalho, que começou na primeira semana de janeiro vem causando polêmica na cidade, já que a empresa apenas faz a gestão comercial não sendo responsável pelo fraco abastecimento de água no município. Os usuários temem pelo súbito aumento que pode ocorrer nas contas após a instalação dos novos equipamentos.

Nos primeiros dias, serão visitados os bairros de Imboassica, Mirante da Lagoa, Jardim Guanabara, Vivendas da Lagoa, Morada das Graças. Até dezembro de 2017 ainda serão trocados os hidrômetros dos bairros Cavaleiros, Praia Campista, São Marcos, Cancela Preta, Novo Cavaleiros, Granja dos Cavaleiros, Vale Encantado e Glória.

De acordo com o gerente comercial da Odebrecht Ambiental, Bruno Cohn, o hidrômetro está sujeito a eventuais desgastes com o tempo de uso e que pode comprometer o bom funcionamento e prejudicar a cobrança correta do volume de água consumido. “O compromisso da concessionária é garantir a prestação do serviço de qualidade aos nossos clientes e a manutenção da medição de água e esgoto com maior nível de precisão”, ressaltou Cohn.

Se após a troca do equipamento a conta apresentar um consumo acima do normal, o morador deve verificar antes de tudo, se existe vazamento nas instalações hidráulicas da casa, em caso de dúvidas, entrar em contato com a concessionária.

Segundo a assessoria de comunicação da Odebrecht Ambiental de Macaé, a intenção é de modernizar os equipamentos, mas sem custo algum ao usuário. Ao contrário, queremos beneficiar os usuários com aparelhos modernos e que meçam com qualidade e precisão. A empresa sabe que os medidores existentes na cidade já estão com sua vida útil desgastada e que com isso podem estar interferindo nos atuais valores cobrados. Já com essa mudança, iremos evitar possíveis vazamentos e medir corretamente, trazendo sim, economia para os usuários, pontuou a empresa.

 

Esio Bellido

Foto: Divulgação

Mais lidas da semana