Mídias Sociais

Destaque

Campanha de vacinação contra Febre Amarela segue com baixa procura em Cabo Frio

Publicado

em

 

A campanha foi novamente intensificada, nesta semana, com o intuído de não interferir na vacinação contra influenza, prevista para começar no dia 17

 

Thaiany Pieroni

 

Após semanas de filas imensas, a procura pela vacina contra a Febre Amarela, em Cabo Frio, reduziu consideravelmente. Desde o início da semana, os postos de vacinação estão sem aglomeração nenhuma e as vacinas estão sendo aplicadas sem necessidade de espera.

No bairro Nova Califórnia, por exemplo, por volta do meio-dia, desta terça-feira, 11, ninguém tinha comparecido para procurar a vacina. Enquanto no posto da família do Samburá, a procura tinha sido mínima e as agentes de saúde estavam convocando a população pelas redes sociais.

Segundo um morador do distrito, agentes também estavam nas ruas convocando a população. “Como são as coisas, né? Há poucos dias as pessoas dormiam na fila pra tomarem a vacina contra a febre amarela. Estive no Unapark Shopping e uma mulher vestida com um jaleco branco passou perguntando para as pessoas quem ainda não tinha tomado a vacina, porque elas precisavam acabar com um lote e não tinha ninguém pra vacinar! Que bom!”, avaliou Paulo Ayres.

De acordo com a Prefeitura, até agora foram vacinadas 86.736 mil pessoas e nesta semana, a vacina voltou a ser oferecida em mais postos de saúde com o intuito de concluir a imunização da população e não interferir na campanha contra influenza, que está prevista para iniciar no próximo dia 17.

Nesta semana, as unidades onde a população encontra a vacina na área rural são: PAM de Santo Antônio, Posto de Saúde de Unamar, PS Angelim, PSF Araçá, PS Botafogo, PSF São Jacinto, PSF Florestinha, PSF Nova Califórnia, PSF Maria Joaquina e ESF Samburá.

Já na área urbana a vacinação está disponível nos seguintes postos: Centro de Saúde Oswaldo Cruz, Hospital Municipal Otime Cardoso dos Santos (Jardim Esperança), ESF Vila Nova, ESF Caiçara, ESF parque Burle, ESF Guarani, ESF Jardim Náutilos, ESF Praia do Siqueira, ESF Itajuru, ESF Gamboa, ESF Jacaré, ESF Monte Alegre, ESF Boca do Mato, ESF Tangará, ESF Caminho de Búzios, UBS Peró, ESF Cajueiro, ESF Jardim Peró e ESF Vila do Ar. Todas essas unidades funcionam a partir das 9h.

A Saúde Coletiva informou ainda que após campanha, a vacina entrará para as rotinas dos postos de saúde. Por isso os moradores não precisam se preocupar porque toda a população será vacinada.

Campanha de Influenza começa dia 17 de abril – Na próxima semana, o município entrará na Campanha contra a influenza (gripe).  A previsão é que a vacinação comece no dia 17 de abril. Durante a campanha, a prioridade para a vacinação, de acordo com o Ministério da Saúde, é destinada para crianças de 6 meses a menores de 5 anos; Gestantes; Puérperas; Trabalhador de saúde; Povos indígenas; pessoas com 60 anos ou mais de idade; População privada de liberdade; Funcionários do sistema prisional; Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis; Pessoas portadoras de outras condições clínicas especiais (doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias).

A reação mais comum após tomar a vacina é dor e inchaço na região da injeção. Em situações mais raras, pode haver febre leve. Às vezes, essas reações são confundidas com a própria gripe, mas não são a doença. Vale lembrar que de acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde de Cabo Frio, Lucy Pires, a vacina contra a febre amarela não impede que a pessoa se imunize contra a Influenza.

A Influenza, comumente conhecida como gripe, é uma doença viral febril, aguda, geralmente benigna e autolimitada. Frequentemente é caracterizada por início abrupto dos sintomas, que são predominantemente sistêmicos, incluindo febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, mialgia e anorexia, assim como sintomas respiratórios com tosse seca, dor de garganta e coriza. A infecção geralmente dura 1 semana e com os sintomas sistêmicos persistindo por alguns dias, sendo a febre o mais importante.  Existem 3 tipos de vírus influenza: A, B e C. O vírus influenza C causa apenas infecções respiratórias brandas, não possui impacto na saúde pública e não está relacionado com epidemias. O vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável pelas grandes pandemias

Mais lidas da semana