Mídias Sociais

Esporte

Zé Ricardo fala sobre eliminação na Copa Sul-Americana e ausência de Gatito

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

A eliminação da Copa Sul-Americana caiu como um balde de água fria para um time que vinha se recuperando nos últimos jogos. A pesar da vitória por 2 a 1 no Engenhão no tempo normal, o Botafogo acabou  vendo o Bahia se classificar para as quartas de final ao vencer por 5x4 nos pênaltis. Resta agora ao Alvinegro o Campeonato Brasileiro.

A Copa Sul-Americana era vista pelo Botafogo como uma boa oportunidade de conquistar mais um título na temporada. Oportunidade essa que não existe mais. Com 33 pontos, 20 a menos que o líder Palmeiras, o Alvinegro muito dificilmente terá condições de disputar o título do Brasileiro. O objetivo agora passa a ser evitar o rebaixamento e brigar por uma vaga na mesma Copa Sul-Americana.

“A estratégia era iniciar forte, pressionar o Bahia, gols aconteceram, placar formado no primeiro tempo. Vem para o segundo sabendo que precisa fazer um gol, mas se você se lançar ao ataque de qualquer maneira e toma um gol, teria que fazer quatro. O jogo foi decidido nos detalhes. Méritos do Bahia, que foi mais eficiente nos pênaltis”, afirmou o técnico Zé Ricardo, em uma breve análise do jogo na coletiva de imprensa.

Zé Ricardo também foi bastante questionado sobre a não escalação do goleiro Gatito, considerado um especialista em defender cobranças de pênalti.

“Não só a torcida, mas todos nós ficamos na expectativa dele voltar. É um grande goleiro, também tem um rendimento muito grande em penalidade máxima. Mas é uma posição que exige muito da confiança do próprio atleta, tem que se sentir totalmente apto. Como não se recuperou 100%, ficou fora. É trabalhar dia a dia, esperar que se recupere para os próximos jogos do Brasileiro”, afirmou Zé Ricardo.

Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo


 

Mais lidas do mês