Mídias Sociais

Esporte

Venda de Pablo Mari vira exemplo a ser seguido no Flamengo

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

A venda do espanhol Pablo Mari rendeu uma boa cifra aos cofres do Flamengo. O jogador foi contratado junto ao Manchester City por R$ 5,3 milhões na temporada passada. Agora em 2020, o atleta foi vendido para o Arsenal, da Inglaterra, por R$ 97,9 milhões. Na prática, o clube investiu pouco e acabou lucrando um valor muito acima da média.

O sucesso foi tão grande que a diretoria do Flamengo utiliza a negociação como um exemplo a ser seguido daqui para a frente. O lucro na venda de Mari permitiu ao Rubro-Negro tirar o zagueiro Léo Pereira do Athlético-PR e praticamente bancar a contratação em definitivo de Gabigol, principal nome do time na temporada passada.

Após fechar a venda do zagueiro para o Arsenal, o Flamengo lucrou algo em torno de 16 milhões de euros. A quantia é muito próxima a que foi paga na compra de Gabigol. Na época, o Rubro-Negro adquiriu os direitos econômicos do camisa 9 ao desembolsar 16,5 milhões de euros para a Internazionale, da Itália.

E o Flamengo já está colocando em prática o mesmo modelo de investimento. Nesta temporada, o Rubro-Negro apostou na contratação de jovens talentos, pensando em valorizá-los, para lucrar alto no futuro. Em 2020 chegaram atletas como Michael, Pedro, Pedro Henrique, Léo Pereira, Gustavo Henrique e Thiago Maia. A diretoria acredita que o bom momento do clube pode acabar por valorizar esses atletas, fazendo assim com que a instituição consiga um lucro ainda maior em negociações futuras.

Lembrando que Mari chegou ao Flamengo como um completo desconhecido. Ao longo da temporada, ele se firmou entre os titulares de forma incontestável. Os títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores o valorizaram ainda mais, fazendo com que o zagueiro acabasse por chamar a atenção dos clubes da Europa. Foi assim que o Flamengo conseguiu agora concretizar a venda de Mari para o Arsenal.

Foto: Alexandre Vidal

Mais lidas da semana