Mídias Sociais

Esporte

Vasco anuncia suspensão de contrato de parte dos colaboradores por dois meses

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

A diretoria do Vasco também está buscando soluções para contornar a crise imposta pelo coronavírus. Vivendo uma delicada situação financeira, o clube tomou a decisão de suspender de forma temporário o contrato de parte de seus colaboradores. A princípio, a suspensão é de dois meses, tendo início no dia 1º de maio até 1º de julho.

A suspensão está respaldada na Medida Provisória 936, publicada em 1º de abril. Ela institui o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda e dispõe sobre medidas trabalhistas complementares para enfrentamento do estado de calamidade pública reconhecido pelo Decreto Legislativo nº 6, de 20 de março de 2020, e da emergência de saúde.

O clube informou também que seguirá pagando os 30% do salário bruto como ajuda compensatória. A diretoria informou por meio de nota que os colaboradores receberão uma parcela do seu salário por meio do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda. A quantia terá como base de cálculo o valor mensal do seguro-desemprego a que o funcionário teria direito.

Vale lembrar que o Vasco ainda não conseguiu pagar uma folha salarial sequer dos jogadores neste ano de 2020. O clube ainda tem pendências diferentes com funcionários. Alguns deles receberam em janeiro e outros não. Também existem colaboradores que não receberam férias.

Foto: Rafael Ribeiro

Mais lidas da semana