Mídias Sociais

Esporte

Tropeço diante do Ceará impede Fluminense de entrar no G-4

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Vivendo boa fase no Brasileiro, o Fluminense desperdiçou no último sábado uma excelente oportunidade de se aproximar ainda mais dos líderes da competição. Com o empate por 2 a 2 no Maracanã, o Tricolor chegou aos 26 pontos e acabou caindo uma posição na tabela. Se tivesse vencido, fecharia a rodada dentro do G-4. Hoje o time é o sexto colocado.

"A gente conseguiu imprimir nosso jogo até os 20 minutos do primeiro tempo e depois o Ceará conseguiu crescer, conseguiu criar perigo sem muitas situações claras e teve mais a posse de bola. A gente não conseguiu ter o controle através da posse e isso fez com que o adversário crescesse na partida e aí saiu o gol de bola parada", disse o técnico do Flu

Odair ainda complementou: "no segundo tempo, eu fiz as modificações e também do sistema para que a gente pudesse retomar o controle do jogo através da posse e do passe. Acabou não acontecendo, sai o 2 a 1 e aí você tem que se expôr de tal maneira para buscar no mínimo o empate e depois buscar a virada. Acaba dando espaço para a equipe adversária, que tem uma característica de jogo de imposição física, de competição e transição rápida. Então você acaba se expondo a essas situações", analisou Odair Hellmann.

Odair admitiu que o resultado não era o planejado pela comissão técnica. "Não é o que a gente queria. Queríamos buscar a vitória dentro de casa, esses três pontos, mas veio o empate em uma superação física e tática dos jogadores. A partir dos 35 a gente conseguiu ficar um pouco mais com esse controle para tentar buscar o empate, que saiu no fim. Mas hoje a gente não conseguiu fazer um bom jogo tecnicamente. Não conseguimos manter a situação da posse e isso acaba gerando uma situação melhor para o adversário e dificuldades para nós. Nessa semana fizemos três jogos em seis dias e isso pesou", encerrou o treinador.

Foto: Lucas Merçon

Mais lidas da semana