Mídias Sociais

Esporte

Tombense interrompe reação do Macaé no Campeonato Brasileiro da Série C

Avatar

Publicado

em

 

Após conquistar duas vitórias seguidas pelo Campeonato Brasileiro da Série C, o Macaé teve sua reação na competição interrompida pelo Tombense. No último final de semana, o Alvianil Praiano acabou derrotado por 2 a 1, em Tombos, em partida que deu fim ao primeiro turno do Grupo B.

A partida começou a todo gás, com o Tombense tomando a iniciativa. Com cinco minutos de jogo, os donos da casa chegaram com perigo em chute de Wellington, defendido por Luís Henrique. Na cobrança de escanteio, Wellington Carvalho testou firme e tratou de colocar os mineiros em vantagem, aos seis minutos.

O Macaé não se entregou e foi buscar o empate aos onze minutos. Após bate e rebate na área, a bola sobrou limpa para Raphael Costa igualar o marcador para os visitantes. A partir daí, o jogo ficou bastante aberto. O Tombense voltou a assustar em duas oportunidades. A primeira em cabeçada de Wellington Carvalho e outra no chute para fora de Everton. As duas equipes desceram para o intervalo em igualdade no placar.

Na etapa final, prevaleceu o equilíbrio entre as partes. Pelo menos até os 27 minutos, quando o Tombense acertou um rápido contra-ataque e praticamente liquidou a fatura. Keké puxou o contragolpe e serviu na medida para Max só empurrar para as redes. O Macaé partiu para o abafa nos minutos finais e chegou a igualar o marcador aos 45 minutos com Matheus Cambuci,  mas a arbitragem assinalou impedimento na jogada e anulou o lance. A marcação gerou muita reclamação por parte do Macaé. O gol chegou a ser validado pelo árbitro, mas foi anulado pelo seu assistente logo em seguida.

Com a derrota, o Macaé se manteve com dez pontos ganhos e ao menos irá se manter fora da zona de rebaixamento ao fim do primeiro turno. No segundo, a equipe comandada pelo técnico Antônio Carlos Roy irá buscar uma vaga entre os quatro primeiros colocados, para brigar pelo acesso e manter vivo o sonho de voltar a Série B do Brasileiro em 2018.

Sérgio Barcellos 

Foto: Bruno Ribeiro 

Mais lidas da semana