Mídias Sociais

Esporte

Times do Rio se unem e cogitam criar associação para discutir interesses em comum

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Após uma série de divergências com a Federação de Futebol do Rio de Janeiro, Botafogo e Fluminense reuniram forças nos bastidores. Os dois clubes foram os que se posicionaram de forma contrária ao retorno do Campeonato Carioca, o que acabou por gerar atritos com a Federação.

Compartilhando de ideias parecidas, Botafogo e Fluminense estão conversando sobre a criação de uma associação para unir os clubes em prol de interesses em comum, principalmente no que diz respeito a assuntos comerciais e de direitos.
De acordo com o presidente do Alvinegro, Nelson Mufarrej, o movimento não é restrito aos dois clubes e pode contar com a adesão de outras agremiações. "Fazemos questão de convidar outros clubes para se juntarem a nós nessa cruzada. Sem individualidades. Ninguém joga futebol sozinho", disse Mufarrej.

Um dos primeiros atos aconteceu no último fim de semana, quando ambos os clubes lançaram um manifesto contra a Federação antes da semifinal da Taça Rio. Na ocasião, os dois times entraram em campo com a faixa "respeite a nossa história". A mensagem tem como crítica a forma como a Ferj tratou ambos os clubes após eles se posicionarem contra o retorno do Estadual.

A criação da associação visa também debater a Medida Provisória 984/2020, que trata da venda de direitos de transmissão do futebol brasileiro. Antigamente, para se transmitir uma partida era necessário ter comprado os direitos de ambos os times. A nova MP mudou isso, permitindo que os clubes mandantes agora possam negociar seus direitos de forma individual, sem a concordância do visitante.

"Os direitos de transmissão, para muitos clubes, significam o grosso das receitas. O que incomoda é a forma como foi conduzida a questão, com açodamento, de forma individualizada. Não se trata de interesse individual. Futebol não se joga sozinho. É um tema para se envolver todos os clubes, não apenas um, ser discutido com cautela", encerrou o presidente do Botafogo.

Foto: Vitor Silva

Mais lidas da semana