Mídias Sociais

Esporte

Jogador segue com futuro indefinido no Vasco

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Vasco ainda não conseguiu definir o futuro de Fredy Guarín. O jogador foi liberado pela diretoria do clube para voltar a Colômbia por conta de um problema pessoal. Desde então, ele vem trabalhando de casa, afastado dos demais companheiros. Acontece que esse problema está longe de ser resolvido, o que gera um grande impasse para ambos os lados.

Após semanas afastado das atividades, Guarín se reapresentou em São Januário na última terça-feira (7). Por lá, participou de uma reunião que durou cerca de uma hora e meia com o presidente Alexandre Campello. Ao deixar o local, não chegou a se despedir de companheiros e funcionários, o que deixou ainda mais incertezas sobre o assunto.

Aos 34 anos, existe até mesmo a possibilidade do jogador encerrar sua carreira. Guarín possui uma grande identificação com o Vasco, ao ponto de tatuar a Cruz de Malta no braço. Pessoas próximas ao jogador acreditam que caso a situação não seja definida em breve e as partes optem pelo rompimento do contrato, o atleta pode optar pela aposentadoria.

Guarín foi contratado pelo Vasco em setembro do ano passado. Na ocasião, disputou 12 partidas pelo clube na reta final do Campeonato Brasileiro, tendo marcado três gols nesse período. Mesmo longe de sua forma ideal, caiu nas graças da torcida pela entrega dentro de campo e pela qualidade técnica. Agora em 2020, renovou o contrato com o Vasco no dia 7 de fevereiro, mesmo com os frequentes atrasos salariais.

O técnico Ramon já disse por algumas vezes querer contar com o jogador. O Vasco esperava definir a situação na última terça, algo que acabou não acontecendo. O clube espera definir a situação do jogador o quanto antes.

Foto: Rafael Ribeiro

Mais lidas da semana