Mídias Sociais

Esporte

Técnico Léo Costa analisa participação do Macaé Basquete na Liga Ouro

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Eliminado da Liga Ouro na noite da última quarta-feira no Juquinha, o Macaé Basquete viu o sonho de retornar ao NBB ficar mais distante. Após travar quatro duras batalhas com o Corinthians na semifinal, o Alvianil Praiano se despediu da competição com a sensação de que poderia ter ido mais longe. A equipe paulista fechou a série melhor de cinco com um 3 a 1 e agora aguarda a definição de seu adversário na grande final.

O golpe final que deu fim a participação do Macaé Basquete na Liga Ouro veio na última quarta-feira. Diante de sua apaixonada torcida, que mais uma vez deu show nas arquibancadas, o Alvianil Praiano chegou a ir para o último quarto vencendo por 54 a 48. Só que do outro lado estava o melhor time da competição. O Corinthians mostrou sua força no último e decisivo período e conseguiu a virada, fechando o jogo com 69 a 67.

“É muito dolorido acabar a competição sabendo do nosso potencial para ir mais longe. Mas tenho muito orgulho de ter dirigido essa equipe que demonstrou tanta união e comprometimento. Não faltou entrega em quadra e agradecemos aos nossos patrocinadores e a nossa torcida que foi linda. Lutamos muito, em uma temporada que foi super difícil. Mostramos que merecemos respeito por tudo que representamos para a cidade, não só pelo time profissional, mas pelos trabalhos sociais que realizamos”, afirmou o técnico Léo Costa.

Capitão do Macaé Basquete, Rafael Castellon também analisou a participação da equipe na Liga Ouro. “Trabalhamos muito duro, jogadores se sacrificaram para estar em quadra mesmo com problemas físicos, então o grupo e a torcida, que nos apoiou o tempo todo, mereciam muito a vitória. É difícil falar, pois o Corinthians é um grande time, mas fica o sentimento que o Macaé merecia. É uma pena, mas o esporte é isso”, afirmou Castellon.

O Macaé deu claros sinais de que fato poderia ir mais longe. A começar pelo primeiro jogo da série, onde a equipe esteve muito perto de bater o Corinthians em São Paulo. Acabou sendo superado no último quarto e os paulistas venceram por 88 a 80. Na segunda partida, o Timão foi amplamente superior e não teve grandes dificuldades para vencer por 86 a 57. O terceiro jogo foi de tirar o fôlego. Após empate no tempo normal, o Macaé venceu no Juquinha na prorrogação por 106 a 103. Só que na última quarta o time macaense perdeu por 69 a 67 e viu o adversário fechar a série. Resta agora ao Macaé colher os bons frutos da temporada e já pensar na próxima, onde novamente irá brigar para retornar ao NBB.

 

 

 

 

Mais lidas do mês