Mídias Sociais

Esporte

Técnico da seleção brasileira sobre Cielo: “Seria frustrante não tê-lo na Olímpiada”

Avatar

Publicado

em

 

O técnico da seleção brasileira masculina de natação, Alberto Silva Pinto, mostrou confiança nesta semana na classificação do nadador Cesar Cielo aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. No clube Pinheiros, Albertinho, como é conhecido, destacou a importância do Troféu Maria Lenk para o campeão olímpico em 2008.

"Pelo que representa para o Brasil e para a natação, é imprescindível a presença do Cielo no time brasileiro nessa Olimpíada. Não ter o Cielo seria muito frustrante", comentou Albertinho, que disse acreditar na classificação do nadador. "Pelo que temos acompanhado, ele tem feito treinos muito bons e está em grande forma física. Vejo Cielo se classificando nos 50m livre, acredito que ele vai nadar para 21 (segundos) e ficar com a vaga."

Apenas dois nadadores se classificam por prova para a Olimpíada e, a essa altura, Cielo não seria um dos representantes do Brasil nos 50m, pois ele não registrou o índice de 22s27 - neste ano, sua melhor marca é de 22s28. Ítalo Duarte, com tempo de 22s08, seria um dos atletas do país a competir na prova, acompanhado de Bruno Fratus, que superou a barreira dos 21s e deve ter vaga garantida na competição.

A próxima oportunidade para Cielo se classificar será no Troféu Maria Lenk, que será realizado entre os dias 15 e 20 de abril no Rio de Janeiro. A prova de Cielo, os 50m, ocorrerá no próximo dia 20.

"Também desejo que ele nade os 100 m livre, pois um cara com 47s de prova pode ser muito importante para o nosso revezamento", completou Albertinho, torcendo para Cielo ter bom desempenho também nos 100 m, que será disputado no próximo dia 18 no Maria Lenk.

"Ele está querendo nadar o revezamento e espero que venha bem para as duas provas. E nos 50m espero que dê a lógica. Ele é uma liderança importante no nosso time", concluiu.

Mais lidas do mês