Mídias Sociais

Artigos

Saiba quem são os grandes destaques do poker carioca

Avatar

Publicado

em

 

Atual líder do ranking, Marcelo Medeiros é um dos grandes nomes do poker carioca. 

O Brasil tem mais de 8 milhões de jogadores de poker, e um dos estados que mais movimenta o esporte da mente mais popular do planeta é, certamente, o Rio de Janeiro. Não é à toa que grandes torneios nacionais e internacionais acontecem lá, como o MILLIONS South America, organizado pelo partypoker, realizado na Cidade Maravilhosa em 2019, o Kings Series of Poker (KSOP) e o World Series of Poker Circuit (WSOPC)

Também há muita tradição em clubes por todo o estado, além da realização de torneios estaduais como o Campeonato Carioca de Texas Hold’em, organizado pela Federação de Texas Hold’em do Rio de Janeiro, e Copa Carioca de Poker, que é realizado pela Associação River de Texas Hold’em.

Esses torneios estaduais, assim como as grandes competições nacionais e internacionais, têm revelado bons nomes do Rio de Janeiro para o poker brasileiro. É o caso de Marcelo Medeiros, atual líder do ranking do Campeonato Carioca. Ele cravou o título do main event da primeira etapa da competição, realizada no início de março, e levou pra casa o prêmio de R$ 35 mil, superando outros bons nomes do cenário carioca: Rafa Gol e Dario Derenzi.

Medeiros tem uma carreira bastante consistente em torneios nacionais, incluindo um título no Ohama no Brazilian Series of Poker, em março do ano passado. Ele já faturou mais de R$ 200 mil em premiações no esporte, participando também de torneios como o World Series of Poker Circuit, no Rio.

Do High Roller, torneio com valores de entradas mais altos, vem outro nome forte do poker carioca: Luiz Sergio Paim, que derrotou Leonardo Raja e Ronaldo da Cruz na primeira etapa e ficou com o prêmio de R$ 11 mil. Na ativa em grandes torneios desde 2012, Paim também já obteve resultados consistentes em competições como Word Poker Tour DeepStacks, Brazilian Series of Poker e World Series of Poker, com uma premiação de carreira que ultrapassa a marca de R$ 100 mil.

Destaques no online

Terminada a primeira etapa do Campeonato Carioca, os jogadores do estado voltam as atenções para torneios online, como o Powerfest, organizado pela partypoker, uma das competições mais movimentadas deste mês, uma vez que o calendário carioca está suspenso por conta da pandemia de Covid-19. E é do online que vêm alguns dos bons nomes cariocas no esporte.

De acordo com o ranking do Pocket Fives, o melhor jogador carioca de poker online é Matheus Abrantes, de Niterói. Ele é o número 26 do Brasil e já faturou nada menos do que US$ 953 mil (cerca de R$ 4,8 milhões) em torneios de poker na internet. Só neste ano, foram cinco premiações em cinco dígitos, ou seja, mas de US$ 10 mil.

Outro nome de destaque é o jovem Caio Mayrinck, de 23 anos, que também é da “Cidade Sorriso”. Segundo melhor carioca do ranking, Caio também está entre os 100 melhores do Brasil no poker online, tendo faturado US$ 296 mil em mais de 3800 disputas.

Quando o assunto é poker online, não dá pra deixar de mencionar Rodrigo Semeghini, o “digopapel”. Afinal, ele já ultrapassou a marca de US$ 1 milhão em prêmios, incluindo uma premiação única de US$ 104 mil, a maior de sua carreira no poker online. Também já foi vice-campeão de um dos eventos do World Championship Of Online Poker (WCOOP), considerada a Copa do Mundo do poker online, no ano passado.

Outros destaques

O carioca Marcelo Mesqueu é atual campeão nacional. Foto: Carlos Monti/Divulgação

Por fim, mas não menos importante, vale destacar Marcelo Mesqueu, atual campeão brasileiro de poker e número 5 do ranking nacional, segundo a Global Poker Index, ficando atrás apenas de Josias Santos, João Simão, Celso Sirtolli e Pedro Padilha.

Mesqueu tem no currículo algumas importantes vitórias no circuito nacional do BSOP, mas também já se destacou em competições como o WPT DeepStacks e o partypoker Latin American Poker Championship. Há mais de uma década disputando torneios nacionais e internacionais tem uma premiação total de mais de US$ 717 mil (cerca de US$ 3,6 milhões).

Além de Mesqueu, outros cariocas ficaram entre os quinze primeiros do BSOP no ano passado, casos de Pablo Menezes, que ficou em 6º lugar, Felipe Brasil, que terminou na 7ª posição, e Luiz Cunha, 11º colocado.

Também vale ficar de olho em Suleiman Marques, que foi o vencedor da Copa Carioca de Poker em 2019 e também se destacou na primeira etapa do Campeonato Carioca, despontando para o cenário estadual.

Seja em torneios ao vivo (momentaneamente suspensos por conta do Coronavírus), seja em torneios online, é fato que o Rio de Janeiro é um dos grandes destaques do país e fornece bons nomes para a modalidade mais popular dos esportes da mente.

Mais lidas da semana