Mídias Sociais

Esporte

Reportagem vai as ruas para saber a opinião das pessoas sobre as Olímpiadas do Rio de Janeiro

Avatar

Publicado

em

 

A Rio 2016 é um assunto que definitivamente divide opiniões. De um lado estão os que defendem a realização da Olimpíada e a incentivam. Do outro, estão pessoas que são contrárias a realização dos jogos, sobretudo pelo momento político e econômico que o país atravessa. Diante disso, a reportagem do jornal DIÁRIO DA COSTA DO SOL foi as ruas para saber a opinião dos macaenses sobre o assunto.

Do lado dos que defendem a Olimpíadas estão pessoas que acreditam que os Jogos Olímpicos deixarão um grande legado ao Rio de Janeiro e, consequentemente, o Brasil. É o que acredita Eliezer Figueira, de 30 anos. “Acho que para a cidade foi algo muito positivo (a realização da Olimpíada). Vejo que eles se organizaram melhor e os jogos trouxeram um grande investimento também”, contou. O morador Márcio Figueira, de 29 anos compartilha da mesma opinião: “O mundo está assistindo a competição e isso é muito positivo. Estamos mostrando que temos condições de receber um evento deste porte. As obras que foram feitas também serão aproveitadas no futuro”, frisou.

Por outro lado, os gastos para a realização dos Jogos Olímpicos são sempre alvos de críticas. “Em relação a Olímpiada eu penso que o dinheiro gasto deveria ser melhor investido em educação, saúde e trabalho. Principalmente se levarmos em conta o momento que estávamos vivendo hoje. O Rio de Janeiro está praticamente falido. Temos uma parcela de culpa nisso também. Afinal, nós elegemos os governantes que lá estão”, afirmou Alexandre José, de 35 anos.

A Seleção Brasileira também é alvo de críticas. O time comandado por Rogério Micale ainda não venceu nos Jogos Olímpicos e tem grandes chances de ser eliminado ainda na primeira fase. “O desempenho não está nada bom, mas espero que o Brasil consiga se recuperar”, ponderou Eliezer Figueira. Já Alexandre José tem outra opinião: “Já foi o tempo em que o Brasil jogava por título. Não temos mais atletas que jogam pela camisa e sim pelo dinheiro”, finalizou.

Sérgio Barcellos

Foto: Igor Faria

Mais lidas do mês