Mídias Sociais

Esporte

Projeto de Lei para mudar nome do Maracanã é vetado pelo governador em exercício

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Ao que tudo indica, o Maracanã não mudará de nome. Ao menos por agora. Isso porque o governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, vetou a mudança nesta quinta-feira. O projeto era que o Estádio Jornalista Mário Filho mudasse para Estádio Edson Arantes do Nascimento - Rei Pelé. Mas a proposta foi vetada.

O governador recuou da decisão após a repercussão negativa entre jornalistas e torcedores do futebol, que desaprovaram a ideia. Além disso, deputados da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) também decidiram pedir o veto ao governador. E o pedido acabou por ser atendido. Também repercutiu de forma negativa o fato do movimento ter ganho força em meio a pior crise da pandemia do coronavírus no Estado.

O Projeto de Lei chegou a ser aprovado pelos deputados da Alerj em votação realizada no dia 9 do mês passado. Só que ele ainda precisava ser sancionado pelo governador em exercício, algo que acabou não acontecendo. Curiosamente, o prazo para que o governador se manifestasse se encerraria exatamente nesta quinta-feira, mesmo dia em que ele tornou pública a sua decisão.

Um dos autores do projeto, o deputado e presidente da Alerj, André Ceciliano (PT), em sessão, explicou que tomou a decisão de recuar para não deixar seus pares com imagem negativa diante das críticas à proposta; lembrou que a casa em nenhum momento deixou de votar ações que dizem respeito ao coronavírus; e disse que enxergou "muita paixão, clubismo e bairrismo" na discussão.

Foto Alexandre Vidal

Mais lidas da semana