Mídias Sociais

Esporte

Presidente do Botafogo fala sobre primeiros dias a frente do clube e planejamento para 2021

Publicado

em

 

O Botafogo vive uma crise no futebol que pode gerar grandes impactos internos. Na lanterna do Campeonato Brasileiro, o time chegou a 98% de terminar a competição entre os rebaixados. Caso isso aconteça, a estimativa é que o clube tenha uma perda de aproximadamente R$ 100 milhões em receitas, segundo cálculos do presidente Durcesio Mello.

Durcesio assumiu o clube no dia 4 de janeiro e vem trabalhando intensamente nos bastidores. Em meio a cobranças de conselheiros e grande pressão da torcida, ele tenta reorganizar o time fora das quatro linhas.

"O problema desses primeiros dias, esses 15 dias que estão parecendo 15 meses, é que o time está numa situação desconfortável, e a pressão só aumenta", contou o mandatário.

Em meio a tudo isso, Durcesio tenta tocar o projeto Botafogo S/A. "Estou em algumas negociações avançadas, mas nada finalizado. Então só posso contar com o dinheiro depois. Porque eu não vou ficar contando mais com a S/A, pode ser até que a S/A saia antes do que eu espero, mas eu não vou mais contar. No ano passado, era muito otimista, mas eu não estava participando diretamente do processo. E acabei pagando um preço alto, porque todo mundo cobra isso até hoje de mim. Eu falei que ia sair em julho, em setembro, em outubro, e não saiu. E agora nós estamos no plano B, que é completamente diferente", explicou o presidente.

Caso o iminente rebaixamento se concretize, o Botafogo terá que abrir mão de alguns atletas. Durcesio aguarda o diretor de futebol para definir o planejamento da próxima temporada. Com confiança no trabalho do técnico Eduardo Barroca, o presidente gostaria de mantê-lo por mais tempo, mas garante que o novo dirigente é quem baterá o martelo.

"Dos atletas que saem, acho que o Victor Luis principalmente é o que tem o salário maior. Outros que vão ficar impactam muito a folha, tipo o Kalou e os próprios Gatito e Cavalieri, que têm salários mais significativos no Botafogo. Não estou falando que eu não vou manter, eu não quero vender o Gatito de jeito nenhum, tenho que arrumar dinheiro para poder pagá-lo. Victor Luis é comprometido e adora o Botafogo. Diego Cavalieri é um reserva de muito luxo", encerrou o presidente.

Foto: Vitor Silva

Clique Diário

E. L. Mídia Editora Ltda
CNPJ: 09.298.880/0001-07
Redação: Rua Tupinambás 122 Gloria – Macaé/RJ

comercial@diariocs.com
(22) 2765-7353
(22) 999253130

Mais lidas da semana