Mídias Sociais

Esporte

Paralisação no futebol faz Flamengo perder 20 mil sócios-torcedores

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

A paralisação no futebol prejudicou os clubes de inúmeras maneiras. No geral, o prejuízo mais notável foi a perda de receita com bilheteria, tida como uma das principais engrenagens financeiras dos clubes. Só que a ausência das competições gerou impactos também em outros setores. Um deles é o programa sócio-torcedor. Desde o início da pandemia, em março, o Flamengo registrou uma queda de 20 mil sócios.

Um dos principais fatores para a queda no número de sócios é a ausência de jogos. Um dos maiores benefícios do programa sócio-torcedor é justamente o desconto na compra de ingressos. Outro fator importante é o cenário de incerteza quanto ao futuro, que fez com que muitas pessoas optassem por economizar dinheiro diante da possibilidade de serem demitidas ou terem seus salários reduzidos durante a pandemia.

Um fator que gerou desgaste também foi o fato de que as mensalidades estão sendo cobradas com o valor integral, mesmo sem a realização das partidas. Muitos torcedores se manifestaram nas redes sociais buscando esclarecimentos sobre o assunto. A diretoria do Flamengo ainda não se pronunciou de forma oficial, mas vem estudando algumas possibilidades. Uma das analisadas seria prorrogar os planos ou até mesmo ressarcir os sócios caso os campeonatos não sejam retomados. Mas para que isso aconteça, é necessário esperar o calendário.

"Temos discutido muito o protocolo de retorno, como faremos com as datas e os campeonatos. Na Libertadores, o Flamengo tem dois times do Equador no grupo, que é o país que mais sofre na América do Sul com a pandemia. Como vamos fazer se o Equador tiver que ficar fechado até agosto ou setembro? Essa parte da confecção das tabelas, encaixar todos jogos para que aconteçam... Todas as competições vão acontecer. Os patrocinadores podem ficar tranquilos. Os sócios-torcedores podem ficar tranquilos", afirmou o vice-presidente de Relações Externas do clube, Luis Eduardo Baptista, o Bap, em entrevista à Fla TV.

Atualmente, o Flamengo tem 100.154 sócios-torcedores ativos. Em março, no início da quarentena, o número era de 120 mil sócios-torcedores. O clube tem oferecido descontos em caso de renovação, com upgrade de categoria e um mês grátis, mas não nos planos que ainda estão em vigência.

Foto: Alexandre Vidal

Mais lidas da semana