Mídias Sociais

Esporte

Oswaldo esbarra em um dos primeiros obstáculos no Fluminense

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Fluminense não vive um bom momento na temporada, o que por si só já coloca bastante pressão sobre os profissionais que lá estão. Só que além da luta contra o rebaixamento e do futebol abaixo das expectativas, o técnico Oswaldo de Oliveira terá que driblar outros obstáculos para recolocar o time nos trilhos. E um deles é a insatisfação do elenco com a saída de Fernando Diniz.

O elenco do Fluminense tinha uma relação muito próxima com Diniz. Parte dos atletas não concordou com a demissão do treinador. Oswaldo assumiu o comando técnico em meio a isso e ainda precisa ganhar a confiança dos jogadores. Só que o tom adotado pelo treinador em determinados momentos pode não estar sendo bem digerido pelo elenco. A substituição de Ganso contra o Avaí (o jogador saiu vaiado de campo) e também as críticas feitas por Oswaldo na coletiva deixaram a relação um pouco mais distante.

O goleiro Muriel concedeu entrevista coletiva nesta semana. Um dos assuntos abordados foi a relação do elenco com o novo treinador. "Posso falar 100% por mim e pelos meus companheiros que estamos com o Oswaldo. Ele tem o nosso apoio. Se a gente tivesse ganho o último jogo, não teria esse tipo de matéria. É fruto dos resultados. O quanto antes ganharmos, vamos reverter isso. Só vai acontecer com bons resultados. Para isso, temos que continuar trabalhando", disse Muriel.

Outro fator importante e que vem gerando um certo distanciamento é a diferença de filosofia de um treinador para o outro. Os métodos de treinamento de Diniz vinham sendo bem assimilados pelo elenco. Oswaldo chega com uma nova proposta, uma filosofia diferente do antecessor. Esse transição entre os estilos requer certo tempo, algo que o Fluminense tem cada vez menos dada a necessidade imediata de mostrar resultado e dar início a reação no Brasileiro.

Foto: Lucas Merçon

Mais lidas da semana