Mídias Sociais

Esporte

Oswaldo de Oliveira lamenta oscilações de desempenho no Fluminense

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O técnico Oswaldo de Oliveira ainda não conseguiu dar um padrão ao Fluminense. O time vem sofrendo com as grandes oscilações, como na partida do último domingo (22), quando acabou levando o 3 a 0 do Goiás no Serra Dourada. O resultado colocou novamente o time na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

"Começamos o jogo muito bem, com tudo sob controle. Cometemos erro no primeiro gol e isso acabou tirando a concentração do time. A equipe não se encontrou mais. Tentamos revitalizar no intervalo. Em outros dois erros, acabamos dando a chance para o Goiás vencer a partida. Foi o nosso melhor início de partida e, por mais irônico que possa parecer, foi a pior forma de terminar. Nosso time não se encontrou, não se organizou. Estamos tentando resolver essa oscilação. Após o jogo contra o Fortaleza, aconteceu o mesmo diante do Palmeiras. E hoje (domingo) aconteceu após termos vencido o Corinthians. É uma alternância que não pode acontecer", explicou Oswaldo.

Oswaldo lembrou também o pouco tempo que tem de clube, deixando nas entrelinhas que o calendário recheado de jogos dificulta a assimilação dos jogadores. É partida atrás de partida e isso acaba obrigando o treinador a ter que fazer ajustes muitas vezes sem ter treinado o suficiente os atletas.

"Faz um mês que cheguei, hoje (domingo) foi o sétimo jogo (comandou o time em seis). Aconteceu comigo em outras equipes de perder o sétimo jogo, mas ganhar os seis anteriores. Tem muitas situações que a gente não se consegue penetrar e resolver com um mês de trabalho e sem poder fazer as escolhas que se gostaria. Tento solucionar e fazer o melhor que eu posso. Todos estamos empenhados em melhorar o time", encerrou Oswaldo.

Foto: Lucas Merçon

Mais lidas da semana