Mídias Sociais

Esporte

Odair Hellmann destaca atuação "perfeita" do Fluminense em título sobre o rival

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Fluminense quebrou o amplo favoritismo do Flamengo e conquistou de forma surpreendente a Taça Rio. O título veio nos pênaltis, por 3 a 2, após um empate no tempo normal por 1 a 1. O goleiro Muriel foi o herói da noite ao defender duas cobranças, saindo de campo como um dos protagonistas da épica conquista tricolor.

Antes de a bola rolar pouquíssimas pessoas acreditavam no Fluminense. O Tricolor vinha de três jogos sem marcar um gol sequer com os jogadores nitidamente sem ritmo. Do outro lado estava o poderoso Flamengo, com Jorge Jesus, Bruno Henrique e Gabigol, o trio mais badalado do Brasil na atualidade.

Só que com a bola rolando, o Fluminense começou aos poucos a mostrar que a noite seria diferente. O Tricolor foi melhor na primeira etapa, onde acabou vencendo por 1 a 0 e tendo a chance de ampliar o placar. Na etapa final, o Flamengo subiu de produção, em partes, aproveitando o cansaço físico do rival. Pedro empatou a partida aos 31 minutos, e embora o Rubro-Negro tenha criado chances para balançar as redes novamente, o placar não foi mais alterado até o apito final.

Nas penalidades, Léo Pereira, Arão e Rafinha desperdiçaram suas cobranças pelo lado do Flamengo. Pelo Flu, Dodi e Michel Araújo falharam, mas Nenê, Hudson e Fernando Pacheco garantiram o título ao converterem suas cobranças. Na coletiva de imprensa após a partida, o técnico Odair Hellmann exaltou a atuação tática dos jogadores do Flu.

"Nós fizemos um jogo taticamente perfeito, uma organização defensiva impecável. Só que hoje conseguimos além da organização defensiva, no momento que recuperamos essa posse, nós conseguimos sair através de triangulações curtas, dentro da nossa estratégia buscando espaço nas costas da linha do Flamengo que joga com essa linha alta. E as duas formas encaixaram muito bem", explicou o treinador.

O treinador também aproveitou a oportunidade para homenagear a todos que perderam familiares com a Covid-19. "Eu gostaria de oferecer esse título, né, a todos os familiares que perderam seus entes queridos para essa doença horrível, oferecer depois aos nossos torcedores, todos os tricolores pelo apoio incondicional nesse momento e em todo momento na história do clube. Claro que o título é uma etapa, ainda tem outros jogos na decisão mas eu acho que esse título tem uma simbologia muito grande por tudo", encerrou o treinador.

Flamengo e Fluminense agora voltam a se enfrentar em mais dois jogos para decidir o título geral do Campeonato Carioca. O primeiro embate será já no domingo, às 16 horas, no Maracanã.

Foto: Lucas Merçon

Mais lidas da semana