Mídias Sociais

Esporte

Nenê defende posicionamento do Fluminense em meio a pandemia do coronavírus

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Fluminense é um dos clubes que se posicionaram contra o retorno do futebol em meio a pandemia do coronavírus. Na semana passada, os clubes que disputam a Série A do Campeonato Carioca enviaram à Federação do Rio um documento pedindo a volta do torneio. O Tricolor das Laranjeiras e o Botafogo foram as únicas exceções.

Tido como um dos líderes do elenco do Fluminense, Nenê concorda com a posição tomada pelo Fluminense. O jogador que já havia defendido a postura da diretoria do Tricolor voltou a falar sobre o assunto nesta semana.

"É uma situação complicada, muito difícil a gente tomar qualquer atitude precipitada. Eu acho que o Fluminense vendo a situação como está... De próprios companheiros nossos de clubes do Rio de Janeiro que pegaram Covid... Então eu acho que tem que tomar cuidado", explicou Nenê

O jogador ainda complementou: "Primeiramente é a vida, o ser humano, a nossa saúde e, depois, a nossa profissão. É claro que todos nós estamos ansiosos para voltar a jogar logo, mas a gente tem que seguir as ordens dos respectivos ofícios: da saúde, governo, prefeitura (...)".

Quando os clubes cariocas enviaram o oficío para a Ferj, o Fluminense soltou uma nota para justificar seu posicionamento contrário a volta do futebol. "Não é o momento do futebol brasileiro dar qualquer sinalização de retorno do esporte quando o país inteiro, particularmente o Rio de Janeiro, está com extrema dificuldade de fazer a população cumprir o isolamento social necessário para reduzir o número de contaminações e mortes por conta do Covid-19". O clube lembrou também que, no atual momento, "cidades inteiras começam a anunciar medidas ainda mais severas, como o lockdown", disse o Fluminense por meio de nota.

Foto: Mailson Santana

Mais lidas da semana