Mídias Sociais

Esporte

Nenê cobra dívida de sua rescisão com o Vasco na Justiça

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Hoje considerado um dos destaques do Fluminense, Nenê entrou nesta semana na Justiça contra o rival Vasco. O jogador cobra do ex-clube uma dívida que gira na casa dos R$ 2,8 milhões. Os valores são da rescisão contratual de quando o atleta deixou o Cruz-Maltino, em janeiro de 2018.

A ação foi apresentada na 26ª Vara do Trabalho do Rio. De acordo com as informações, a relação entre as partes no ato da rescisão foi bastante tumultuada. A diretoria do Vasco não teria assinado a rescisão contratual e ainda perdido a carteira de trabalho do jogador. A ação representa mais um problema financeiro para o clube, que já vem encontrando bastante dificuldade para arcar com os vencimentos mensais dos jogadores.

De acordo com Nenê, a rescisão foi acertada em 29 de janeiro de 2018 e previa o pagamento de R$ 800 mil divididos em 30 vezes de R$ 26,666,67. No acordo, o parcelamento começaria a ser pago no dia 20 de fevereiro de 2018, para ser encerrado em 20 de julho de 2020. Só que o jogador alega que nenhuma das parcelas foram depositadas.

No processo, o jogador está cobrando salários atrasados de novembro e dezembro de 2017, além de 13º do mesmo ano. A dívida conta ainda com férias vencidas e proporcionais, além de outras premiações. O salário na época era de R$ 205 mil.

O caso ainda não foi julgado pelo juiz Marcelo Segal. Após uma audiência sem conciliação, ocorrida antes das restrições provocadas pela pandemia do novo coronavírus, Nenê apresentou uma proposta para receber o que entende ter direito. O Vasco ainda não se manifestou.

Foto: Rafael Ribeiro

Mais lidas da semana