Mídias Sociais

Esporte

Medalhão perde espaço no Vasco para destaque das categorias de base

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O futebol é uma caixinhas de surpresas. Passados janeiro, fevereiro e mais da metade de março de 2019, o atacante Maxi López deixou de ser uma unanimidade no Vasco. Mais que isso, o veterano atacante argentino ficou como opção no banco de reservas diante do Bangu no último final de semana. O escolhido para o seu lugar no time foi o jovem Tiago Reis, um dos destaques das categorias de base do Cruz-Maltino.

O improvável cenário vinha se desenhando desde a partida contra o Resende, pela quinta rodada da Taça Rio. Tiago Reis foi um dos principais destaques do Vasco na vitória por 2 a 0, tendo marcado o segundo gol da equipe. A estreia no time principal foi bastante elogiada. Tiago já vinha sendo pedido pela torcida do clube, mas Valentim ainda adotava cautela com o jogador.

A boa atuação diante do Resende se juntou a má fase de Maxi López. Diante deste cenário, Valentim optou por dar mais uma chance a jovem promessa diante do Bangu. Apesar da derrota por 2 a 1, Tiago voltou a ter boa atuação, tendo marcado o único gol do Cruz-Maltino na partida.

Maxi López disputou apenas oito jogos pelo Vasco em 2019, tendo marcado apenas dois gols nesse período, ambos de penalti. O argentino era apontado como um dos principais jogadores do clube e fez um excelente fim de temporada no ano passado, sendo um dos responsáveis diretos pelo Vasco ter evitado o rebaixamento no Brasileiro. Só que este ano o rendimento do jogador caiu e ele passou a ser contestado até mesmo pela torcida.  Longe de sua melhor fase e com a ascensão de Tiago Reis, não é impossível que o cenário volte a se repetir na próxima quinta-feira (28), pela semifinal da Taça Rio, quando o Vasco irá encarar o Bangu, às 21h30, no Maracanã.

Foto: Rafael Ribeiro

Mais lidas da semana