Mídias Sociais

Esporte

Marcos Braz fala sobre negociação por renovação de contrato com Jorge Jesus

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Flamengo segue voando na temporada e acumulando uma vitória atrás da outra. O time segue avassalador e já deixou encaminhada a classificação para as oitavas de final da Libertadores com 100% de aproveitamento após dois jogos. Grande parte desse sucesso passa por Jorge Jesus, treinador que não tem permanência assegurada a frente da equipe após maio.

A renovação de contrato do Mister é a principal pauta nos bastidores do clube nessa altura da temporada. A diretoria quer manter o treinador, mas sabe que os custos serão consideravelmente altos. Nesta semana foram divulgados detalhes do novo contrato. Jorge Jesus está pedindo cerca de três milhões mensais de salário para seguir a frente da equipe. No montante, o treinador quer cerca de 7 milhões de euros por ano livre de impostos. A quantia é bastante generosa para os padrões brasileiros.

Mesmo diante disso, o Flamengo mantém o otimismo na negociação. O Rubro-Negro acredita na vontade do treinador em permanecer a frente do clube e considera isso um trunfo importante. Em contrapartida, a diretoria sabe que o treinador quer uma valorização após o excelente trabalho realizado na temporada passada. Cabe lembrar que em 2019 o time conquistou o tão sonhado título da Libertadores e também do Brasileiro.

O vice de futebol do Flamengo, Marcos Braz, falou nesta semana sobre as conversas por uma renovação de contrato com o português. "Ele está satisfeito com a parte do elenco, com a diretoria e com a imprensa. Só está faltando a parte financeira. Isso na hora certa a gente vai conseguir dirimir. Acho que não vai ter muito problema. Agora, me preocupa? É evidente que me preocupa. Mas ainda está dentro de um tempo aceitável para a gente resolver isso. São três meses", afirmou o dirigente.

Nos bastidores corre também a informação de que será Jorge Jesus quem definirá a duração do novo contrato. O novo vínculo pode ser de seis meses, um ano ou um ano e meio, dependendo da vontade do treinador. Um representante de Jesus deverá chegar na próxima semana para dar continuidade à negociação.

Foto: Alexandre Vidal

Mais lidas da semana